A boa vitória do Palmeiras sobre o Tigre por 2 a 0, na noite de terça-feira, pela quarta rodada do Grupo 2 da Copa Libertadores, deixou Gilson Kleina satisfeito. Para ele, o resultado e a atuação do time no Estádio do Pacaembu mostraram a força do elenco, que conseguiu superar os 11 desfalques para triunfar.

“Essa vitória serviu para mostrar a força dos nosso elenco. Tínhamos muitos desfalques e conseguimos mexer no elenco para conseguir um bom resultado”, elogiou o treinador, que agradeceu o apoio do torcedor. “A química maior foi da torcida com os atletas. Por mais que estejamos passando por um momento de transição, deu para ver como o torcedor confia neste elenco. O mínimo que temos de fazer é correr”.

Com a vitória, o Palmeiras assumiu a vice-liderança do Grupo 2, com seis pontos, dois a menos do que o Libertad. Como vai receber o time paraguaio no dia 11 de abril, Kleina já sonha com a primeira colocação da chave. “Hoje o torcedor foi embora orgulhoso. E quem sabe semana que vem não conseguimos outra vitória e assumimos a liderança da chave?”, disse.

O treinador também destacou a postura aguerrida do Palmeiras no triunfo sobre o Tigre. “Tivemos uma pegada forte, a equipe foi briosa, sem tirar o pé da dividida, ganhando também por cima. Foi uma equipe muito atenta, valiosa. O orgulho do torcedor foi ver como os jogadores se entregaram. Praticamente todas as divididas foram nossas. Essa vontade de vencer contagiou, e sem chutão para se desfazer da bola”, afirmou.

Antes de voltar a jogar na Libertadores, o Palmeiras atuará pelo Campeonato Paulista. Neste domingo, a equipe, que está em sétimo lugar, vai enfrentar a vice-líder Ponte Preta, domingo, em Campinas.