Jorge Gontijo/O Estado de Minas
André Dias, que foi substituído por Maicosuel, comemora o gol da vitória com o zagueiro Daniel Marques.

O Paraná Clube provou ontem, em Belo Horizonte, que é, sim, um dos candidatos ao título do Campeonato Brasileiro de 2005. Num Mineirão lotado por mais de 34 mil pessoas, o Tricolor encarou de frente o Cruzeiro, fez um jogo em alta velocidade, de qualidade técnica e se impôs, vencendo por 1 a 0, gol de Aderaldo. Além da vitória, o resultado marcou a oitava partida invicta do Tricolor no campeonato, e o mantém entre os líderes – é o terceiro colocado na tabela de classificação, com 36 pontos.

Sabendo anular um dos melhores ataques da competição (o Cruzeiro marcou 40 gols no Brasileirão), com uma aplicação tática e muita disposição, o time do técnico Lori Sandri voltou a mostrar um bom futebol, superando o mau momento apresentado no meio de semana, quando não passou pelo fraco Flamengo, o Paraná de ontem retomou o rumo.

Já o Cruzeiro, viu interrompida sua ascensão no torneio. Com a derrota, o time mineiro ficou com 33 pontos. Na próxima rodada, no fim de semana, a equipe mineira pega o São Caetano, no Anacleto Campanella, e os paranaenses recebem o Vasco, no Pinheirão. Antes porém, o Cruzeiro entra em campo na quarta-feira, em sua estréia na Copa Sul-Americana, contra o Juventude, em Caxias do Sul.

Com campanhas parecidas, as duas equipes entraram em campo posicionadas para atacar e conquistar a vitória.

E foi o Cruzeiro quem deu o primeiro ?cartão de visitas?, com o artilheiro Fred tabelando com Kelly e recebendo dentro da área para um chute certeiro, obrigando Flávio a praticar grande defesa, no primeiro lance de jogo.

Sem se intimidar, o Paraná equilibrou as ações e, aos poucos, foi para cima do Cruzeiro, sem se expor aos contra-ataques e bem postado na defesa. Sem se intimidar com a pressão da torcida, o time paranaense mostrou uma forte marcação e um bom toque de bola, envolvendo o adversário.

Os dois times criavam oportunidades de gol, mas foi o Paraná quem abriu o placar. Depois de desperdiçar uma chance clara, numa bola que sobrou na área cruzeirense após Borges dividir com o goleiro Fábio, Aderaldo subiu com estilo na cobrança de escanteio de Vicente, para acertar o canto direito do goleiro Fábio e abrir o placar.

No segundo tempo, o técnico cruzeirense, PC Gusmão, tirou o lateral-esquerdo Patrick para colocar o atacante Diego. Com isso, o meia Wagner passou a jogar como ala, enquanto Adriano retornou para o meio-de-campo.

Em desvantagem, o Cruzeiro partiu para cima do Paraná e criou chances para empatar. Mas bem postada, a zaga tricolor soube segurar a pressão. Gusmão decidiu, então, partir para o tudo ou nada. Tirou Kelly e colocou o atacante Adriano Louzada.

Mas a zaga paranista, a menos vazada do campeonato, mostrou que a defesa é um dos pontos altos da equipe. Bem colocada e se antecipando na maioria dos lances, ainda na armação, passou a explorar os contra-ataques, perdendo muitas chances de ampliar.

Agora é a vez da torcida

O clima no vestiário tricolor foi de reivindicação. Pela boa campanha da equipe no Brasileirão, dirigentes, técnico e jogadores iniciaram, logo após a importante vitória sobre o Cruzeiro no Mineirão, uma campanha para ver lotado o Pinheirão, domingo que vem, quando o time recebe o Vasco, no encerramento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Este confronto é outro que integra a promoção da Nestlè e serão colocados para troca vinte mil ingressos. Fora isso, ainda estarão valendo a entrada gratuita para mulheres e menores credenciados, o que prevê casa cheia no Pinheirão no domingo que vem.

?Será uma oportunidade para a torcida dar uma resposta pela boa campanha apresentada até agora?, disse o vice-presidente tricolor, José Domingos Borges Teixeira.

Sobre a vitória de ontem, o capitão Beto enalteceu o bom momento dizendo que o time baseia sua força e a boa campanha na solidariedade do grupo. ?Todo mundo quer ajudar o companheiro que falha. Quando estamos em situação difícil, sempre tem alguém para ajudar?, explicou o volante.

?O grupo está cada vez mais confiante. Conseguimos um resultado no jogo passado, que foi um empate fora de casa, mas ficamos chateados, pois podíamos ter feito melhor?, disse o Beto.

Já o zagueiro Daniel Marques, que ontem voltou a ter uma grande atuação, disse que o trabalho foi o segredo da vitória contra o Cruzeiro. ?Sabemos no que falhamos (no empate contra o Flamengo) e trabalhamos muito para consertar. Bom resultado fora de casa, contra uma equipe que é favorita?, disse o zagueiro.

Já o ala Neto destacou as dificuldades de se enfrentar o time mineiro fora de casa. ?É sempre duro jogar com uma equipe como o Cruzeiro aqui no Mineirão. Essa vitória é do grupo todo. Devagarinho, nossa equipe vai dar muito trabalho?, finalizou Neto.

CAMPEONATO BRASILEIRO
20ª RODADA
SÚMULA
Local: Mineirão (Belo Horizonte).
Horário: 16h.
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (FIFA-RJ).
Assistentes: Aristeu Leonardo Tavares (FIFA-RJ) e Hilton Moutinho Rodrigues (FIFA-RJ).

CRUZEIRO x PARANÁ CLUBE

CRUZEIRO
Fábio; Maurinho, Moisés, Irineu e Patrick; Maldonado, Fábio Santos, Kelly e Wagner; Adriano e Fred. Técnico: Paulo César Gusmão.

PARANÁ
Flávio; Daniel Marques, Marcos e Aderaldo; Neto, Rafael Muçamba, Beto, Mário César e Vicente; André Dias e Borges. Técnico: Lori Sandri.