O Vitória não saiu do Serra Dourada com um triunfo, mas conquistou um ponto importante na briga para continuar no G4, a zona de acesso, ao empatar por 0 a 0 com o Atlético-GO na tarde deste sábado, pela 25.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe goiana foi melhor, mas não lamentou o resultado por ter jogado contra um adversário que é favorito para chegar à elite em 2016.

O resultado fez o Vitória perder uma posição para o arquirrival Bahia. O time baiano terminou a rodada na quarta colocação, com 42 pontos, mesma pontuação do Sampaio Corrêa, que leva a pior nos critérios de desempate. No saldo de gols, perde por 11 a 8. O Atlético-GO, por sua vez, aumenta para cinco pontos a diferença para a zona de rebaixamento. Na tabela, soma 29 pontos, em 15.º lugar.

O primeiro tempo foi fraco tecnicamente, com poucas chances de gol. Mesmo jogando em casa, a equipe goiana optou por um sistema mais defensivo, marcou o adversário atrás da linha da bola e jogou por uma única bola. Ela veio aos 17 minutos, mas Gatito Fernández, dentro da área, chutou por cima. Já o clube baiano pouco fez e sofreu com as lesões. Diogo Mateus e Noberto saíram de campo machucados logo no início.

Na segunda etapa, o time da casa voltou marcando na saída de bola do Vitória e foi para pressão. Juninho recebeu dentro da área e exigiu grande defesa de Fernández. O goleiro voltou a aparecer, em seguida, na tentativa de Kanu. O clube baiano estava recuado e não encontrava espaço para armar as jogadas.

Com intenção de segurar o resultado, o Vitória recuou, chamou o Atlético ainda mais para o seu campo e fez valer a sua força defensiva, levando o empate para casa.

Na próxima rodada, o Vitória enfrenta o lanterna Mogi Mirim na terça-feira, às 20h30, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). No mesmo dia e horário, o Atlético-GO visita o Náutico na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na Grande Recife (PE).

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 0 X 0 VITÓRIA

ATLÉTICO-GO Márcio; Éder Sciola, Rafael, Samuel e Eron; Feijão, Washington (Geraldo), Pedro Bambu e Jorginho; Arthur e Juninho. Técnico: Gilberto Pereira.

VITÓRIA – Gatito Fernández, Diogo Mateus (Noberto) depois (Kanu), Ramon, Guilherme Mattis e Euller; Marcelo Mattos, Flávio, Pedro Ken e Jorge Wagner, David (Vander) e Rafaelson. Técnico: Vagner Mancini.

ÁRBITRO – Rodrigo Batista Raposo (DF).

CARTÕES AMARELOS – Éder Sciola (Atético-GO); Diogo Mateus e Guilherme Mattis (Vitória).

RENDA R$ 26.150,00.

PÚBLICO – 1.503 pagantes.

LOCAL Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).