A nuvem negra que pairava sobre o Atlético e que vinha apenas aumentando de tamanho a cada rodada, por causa dos maus resultados e aos excessivos problemas por contusão e suspensão de jogadores, começou a se dissipar.

Após o temporal que caiu em Curitiba no fim de semana, o céu começou a limpar lá pelos lados do CT do Caju. E nada como uma vitória importante (Cruzeiro) para mudar o clima.

Para a próxima e decisiva partida contra o Vasco, em São Januário, Geninho ganhou opções para montar a equipe, o que não acontecia há um bom tempo, quando só contabilizava perdas. Os quatro jogadores que estavam suspensos por cartões retornam: os volantes Chico, Alan Bahia e Zé Antônio e o zagueiro Gustavo.

A outra boa notícia é a liberação de atletas pelo departamento médico. Participaram ontem do treinamento com bola o lateral-direito Alberto e o atacante Júlio César. Dependendo da evolução dos atletas no decorrer da semana, talvez eles sejam aproveitados para enfrentar o Vasco.

Rotina

Mas por se tratar da fase do Atlético, nada poderia ser tão perfeito assim. Por isso, Renan e Geílson deram entrada no DM e, provavelmente, não deverão viajar ao Rio de Janeiro. O resultado dos exames médicos desse atletas sairá hoje. Ausência certa é de Rafael Moura, que foi expulso e cumprirá suspensão automática.

Os reforços nesta reta final de campeonato são muito bem-vindos, principalmente para uma equipe que luta para não cair para a Série B. Exemplo disso está na ala direita. Diante do Cruzeiro, Rodriguinho foi improvisado na posição e fez uma péssima apresentação.

Agora, contra o Vasco, há pelo menos duas opções: Alberto e Zé Antônio. O volante fez uma boa partida atuando improvisado como ala diante do Internacional, em Porto Alegre, e pode ser uma das novidades em São Januário.