Na estreia do técnico Vágner Benazzi, o Vitória conseguiu uma importante vitória dentro da Série B. Jogando fora de casa, no Estádio Ademir Cunha, na cidade de Paulista (PE), o time baiano derrotou o Salgueiro, por 2 a 0, com gols de Neto Baiano e Marquinhos, ainda no primeiro tempo.

Com o resultado, o Vitória quebrou uma série de quatro derrotas consecutivas. Além disso, chegou aos 20 pontos ganhos e ocupa agora a 12.ª posição na tabela. O Salgueiro segue realizando uma péssima campanha. Com a derrota, o time pernambucano está em penúltimo lugar, com apenas 13 pontos conquistados.

O primeiro tempo começou bem movimentado, com os times buscando a posse de bola e saindo para o ataque. Quem se deu bem logo no início foi o Vitória, que no primeiro ataque bem trabalhado, conseguiu um pênalti e abriu o placar. Marquinhos recebeu lançamento na direita, cruzou, mas o zagueiro Henrique, do Salgueiro, colocou a mão na bola. Neto Baiano partiu para a cobrança e colocou o time baiano na frente.

Apesar do Salgueiro ter mais a posse de bola, o Vitória conseguiu ampliar o placar. Marquinhos recebeu dentro da área, driblou o goleiro Marcelo Silva, e marcou um belo gol, que deu tranquilidade para o time baiano.

Na segunda etapa o Vitória diminuiu o ritmo e passou a administrar a vantagem. O Salgueiro não conseguiu ameaçar e pouco criou. As poucas oportunidade de gol foram criadas em bolas paradas, mas os times não conseguiram mexer no placar.

Na próxima sexta-feira, o Vitória recebe o Americana, no Estádio do Barradão, em Salvador, a partir das 21 horas, em jogo válido pela 16.ª rodada. O Salgueiro, vai a Bragança Paulista, enfrentar o Bragantino, no próximo sábado, a partir das 16h20.

FICHA TÉCNICA:

Salgueiro 0 x 2 Vitória

Salgueiro – Marcelo Silva; Rogério Pereira, Henrique, Eridon e Josa; Pio (Renê), Diego Paulista (Piauí), Clébson e Élvis (Fernando); Rosembrick e Fabrício Ceará. Técnico – Neco.

Vitória – Fernando; Romário, Gabriel Paulista, Maurício e Fernandinho; Léo Fortunato, Zé Luiz, Wellington e Lúcio Flávio (Geraldo); Neto Baiano (Geovanni)e Marquinhos (Marcelo). Técnico – Vágner Benazzi.

Gols – Neto Baiano (pênalti), aos 2, e Marquinhos, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Árbitro – Jéfferson Schimidt (SC).

Cartões amarelos – Henrique, Rogério Pereira, Renê, Maurício e Fernandinho.

Renda – R$ 45.611,00.

Público – 1.611 pagantes.

Local – Estádio Ademir Cunha, em Paulista (PE).