As casas simples que servem de cenário de fundo para o Autódromo de Interlagos, na zona sul de São Paulo, ficam mais altas a cada ano. Algumas ganham até dois andares de uma temporada para outra. Tudo para oferecer aos turistas e fãs da Fórmula-1 – em troca de um bom dinheiro – um lugar privilegiado para torcer. Nos camarotes improvisados em cima das lajes das casas da Vila da Paz, um lugar pode sair por até R$ 80.

O pedreiro Paulo Henrique, de 37 anos, corre contra o tempo. Ele e seu cunhado tentam levantar mais uma laje até esta sexta-feira, a tempo dos espectadores assistirem ao primeiro dia de treinos classificatórios. Por enquanto, nem o banheiro do andar inferior está pronto. Paulo garante que a nova laje fica em pé no prazo, mas admite que o lugar ficará bom, mesmo, só no ano que vem. ?Este ano está muito corrido.?

Na sexta-feira, dia de treino, um lugar na prometida laje de Paulo, que está erguendo o novo andar em parceria com o dono da casa, custará R$ 30. No sábado pula para R$ 50 e no domingo, dia da corrida, já estará em R$ 80. O que cativa o público, assegura o pedreiro, é a comodidade. ?Aqui tem TV, cerveja e whisky sem fila. Só o whisky é pouquinho, para ninguém cair lá de cima.? Quando ficar pronta, a laje estará a 12 metros do chão. As informações são do Jornal da Tarde.