O volante Fred se manifestou pela primeira vez, nesta sexta-feira, para comentar o fato de ter sido flagrado em exame antidoping realizado durante a disputa da Copa América. O jogador do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, se declarou surpreso por testar positivo para a substância proibida hidroclorotiazida, que é um diurético.

O atleta assegura que não ingeriu substâncias ilícitas e prometeu provar a sua inocência. “Nunca fiz uso de qualquer substância ilícita. Confio na minha inocência e vou provar isso perante os órgãos competentes. Tenho uma trajetória limpa no futebol e conto com o apoio de todos”, afirmou Fred, por meio de nota distribuída pela sua assessoria, que informou também que os escritórios Quagliani Advogados e Bichara e Motta Advogados estão cuidando da defesa do jogador.

Também no final da manhã desta sexta, a CBF divulgou uma nota de esclarecimento para finalmente comentar o caso envolvendo Fred, que estourou já na última segunda-feira. Na nota, assinada pelos médicos Rodrigo Lasmar, André Pedrinelli e Luiz Antonio Barcellos Crescente, a entidade enfatizou que o medicamento encontrado no exame antidoping realizado durante a Copa América não foi “ministrado pelo corpo médico da seleção”.

“Cerca de dois meses antes do início da Copa América do Chile 2015, a organização do evento exigiu uma lista completa de todos os medicamentos, assim como a quantidade que seria levada pela seleção brasileira para a competição. O pedido foi, prontamente, atendido e a lista encaminhada, no dia 02 de abril de 2015”, informou a nota da CBF, que depois completou no segundo item do comunicado: “Segundo informe da Conmebol, o exame para controle de doping realizado no atleta em questão identificou a presença da substância hidroclorotiazida, que não faz parte da lista enviada, tampouco da relação de medicamentos padronizados pela CBF”.

A CBF enfatizou também que seu “departamento médico coloca à disposição dos órgãos competentes o prontuário do atleta e todos os demais documentos, caso necessário”, e, por fim, ressaltou estar “solidária” ao jogador e que, “a partir de então, seus assessores e advogados, caso entendam, poderão passar mais esclarecimentos”.

Mesmo depois de ter sido flagrado no exame antidoping, Fred atuou na última terça-feira pelo Shakhtar em jogo válido pela terceira fase eliminatória, a última antes dos playoffs para a fase de grupos, da Liga dos Campeões da Europa. Ele jogou contra o Fenerbahçe, em Istambul, em confronto de ida que terminou empatado por 0 a 0. O brasileiro atuou durante quase toda partida e só saiu nos últimos minutos.

Antes disso, Fred foi incluído no grupo de convocados da Copa América em substituição ao volante Luiz Gustavo, cortado por lesão. Ele começou como titular nos dois primeiros jogos do Brasil na competição, mas acabou sendo substituído em ambos. Depois disso, o volante não retornou mais ao time nacional nos confrontos contra Venezuela e Paraguai, sendo que neste último o Brasil foi eliminado nos pênaltis e deu adeus ao torneio continental ainda nas quartas de final.