Foto: Divulgação

A diretoria liberou a listagem com mais de três mil nomes, entre eles o do ex-presidente Bayard Osna, que já faleceu.

Se depender da lista de sócios aptos a votar nas eleições do Coritiba no mês que vem, liberada pela diretoria, gente que marcou história nos 98 anos de existência do clube estará ?presente? para escolher o novo presidente. Se não em corpo, pelo menos em espírito. Entre eles, Maurício Fruet, Bayard Osna e Anibal Curi. Isso mesmo, e olha que este último foi presidente do Atlético. Por falta de comunicação por parte das famílias, ou mesmo descuido ou algo além da imaginação, eles foram incluídos entre os aptos que escolherão 120 novos conselheiros e o sucessor de Giovani Gionédis.

No entanto, a oposição vê na listagem com os ?fantasmas? um subterfúgio da atual diretoria para atrapalhar a campanha da oposição. ?Foi feito um regulamento justamente para evitar esses problemas e a diretoria já está descumprindo?, dispara Gustavo Nadalin, advogado e sócio alviverde. De acordo com ele, ontem foi feito o último pedido administrativo para a correção da listagem e como a diretoria não se pronunciou o caso deverá parar na Justiça. ?Teremos que entrar com uma ação cautelar para fazer cumprir uma obrigação que já existe?, aponta Nadalin.

Pelo regulamento encomendado pela mesa do conselho deliberativo, a diretoria teria que apresentar até sexta-feira os nomes das pessoas aptas a votar na eleição com telefone e endereço. Tudo para permitir que todas as chapas pudessem entrar em contato com os associados e apresentar propostas. Mas a diretoria apresentou uma lista com mais de três mil nomes e vários deles já falecidos. ?O que eles fizeram foi uma brincadeira de mau gosto. Se ficarmos folheando a lista, vamos encontrar mais defuntos e não podemos fazer a campanha como gostaríamos?, diz.

De acordo com o coordenador de futebol e candidato da diretoria, João Carlos Vialle, está faltando comunicação entre o clube e a família daqueles que já morreram. ?A secretária fez a listagem das pessoas aptas a votar e as famílias das pessoas que morreram precisam fazer o comunicado ao clube?, justifica. Na segunda-feira acaba o prazo para a inscrição das chapas interessadas em participar da eleição. No dia 16 de dezembro serão escolhidos 120 conselheiros, que se juntarão a outros 40 vitalícios e 23 natos para definir qual será a nova diretoria.

Jogo no Couto só com liberação dos bombeiros

Depois da superlotação do Estádio Couto Pereira na partida contra o Marília, o Coritiba terá que apresentar liberação do Corpo de Bombeiros 48 horas antes de cada jogo que realizar. A exigência é da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, que tomou conhecimento do problema através das matérias veiculadas pela imprensa nos últimos dias. De acordo com o promotor João Henrique Vilela da Silveira, a apresentação da liberação não estava sendo pedida pelo Ministério Público devido a um termo de ajustamento de conduta que havia sido firmado pelos clubes de Curitiba e o Corpo de Bombeiros.

?Com a notícia de que havia muito mais gente do que o permitido no jogo do Coritiba entendemos que esse termo não está sendo cumprido, por isso voltaremos a exigir do clube a apresentação da liberação para cada partida, até que a situação esteja esclarecida?, justificou o promotor. Ele também solicitou que o Corpo de Bombeiros atualize as informações sobre capacidade total de pessoas no estádio. ?Se for verificado que houve abuso, vamos buscar as medidas cabíveis, conforme previsto pelo Estatuto do Torcedor?, avisou. Os outros clubes da capital também deverão ser investigados pelo MP.

Contra o desconhecido

Enfrentar um time rebaixado, sem treinador e que está dispensando seus jogadores é mais fácil? Não para o técnico René Simões, que ficou sem saber como entrará o Santa Cruz e o que um time desconhecido poderá fazer contra o Coritiba. ?Quando você conhece o adversário, sabe onde se preocupar e como resolver essas preocupações, e hoje eu não sei. Não sei exatamente nada. Nem como será o time que vai começar a partida e aí fica complicado?, revela o treinador. De qualquer forma, ele já sabe que não poderá contar com Douglas Silva e confirmou Veiga, Diogo e Gustavo como titulares.

?O time já treinou e, se não tiver problemas, vamos com o Ânderson, Henrique, Jéci, Túlio, Diogo, Veiga, Pedro, Ricardinho, Keirrison e Gustavo. Quase a mesma equipe que jogou contra o Barueri lá?, adianta René, que não mudou o goleiro e mantém Edson Bastos na equipe. Para ele, não é o momento de ter dúvidas. ?Até porque temos que tranquilizar os jogadores e fazer com que eles treinem bem e forte?, destaca. Hoje à tarde, o time faz mais um trabalho no CT da Graciosa, repete a dose amanhã pela manhã e embarca rumo a Recife.

O único desfalque é o volante Douglas Silva. Ontem, o departamento médico confirmou um estiramento na coxa direita, que afasta a possibilidade do atleta entrar em campo. De acordo com o médico Bráulio Moreira Jr., o período de recuperação gira em torno de duas semanas. Douglas Silva é o único jogador em recuperação física no Coritiba.