Washington fez dois gols e foi decisivo na vitória do Fluminense por 3 a 1 sobre o Ceará, nesta quarta-feira à noite, no Engenhão. Com o resultado, o time tricolor acabou com um pequeno jejum de três partidas sem vitória e voltou a se acomodar na liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 41 pontos.

A vantagem do time foi toda construída no primeiro tempo, quando o Fluminense teve atuação muito boa, sem deixar que o adversário esboçasse reação. O primeiro gol surgiu aos 6 minutos e veio acidentalmente. O lateral Mariano tentou um cruzamento, mas a bola ganhou força e efeito e enganou e encobriu o goleiro Michel Alves. No intervalo do jogo, Mariano revelou a ‘falha’, muito aplaudida pela torcida.

Conca e Deco ditavam o ritmo do jogo, com rapidez, dribles e inteligência. Dos pés de Conca nasceram os dois gols de Washington. No primeiro, o argentino deu um passe perfeito para o atacante, então vigiado pelos zagueiros do Ceará. No outro, ele cruzou para Washington

completar da marca do pênalti.

No segundo tempo, o Fluminense continuou superior, mas preferiu tocar mais a bola. O time do Ceará queria deixar o gol de honra, criou algumas oportunidades e esbarrou em boas defesas de Fernando Henrique, algumas com os pés. Aos 45, depois de tanta insistência, Geraldo chutou por baixo do goleiro e diminuiu.

A nova derrota do time nordestino põe em xeque a permanência do técnico Mário Sérgio na equipe. Ele volta para Fortaleza com sua situação indefinida.

FICHA TÉCNICA:

Fluminense 3 x 1 Ceará

Fluminense – Fernando Henrique; Gum, Leandro Euzébio e André Luiz; Mariano, Fernando Bob (Marquinho), Valencia (Belletti), Deco, Conca e Júlio César (Carlinhos); e Washington. Técnico – Muricy Ramalho.

Ceará – Michel Alves; Fabrício, Diego Sacoman e Anderson; Michel (Oziel), Heleno (Geraldo), João Marcos, Camilo e Ernandes; Kempes e Magno Alves. Técnico – Mário Sérgio.

Gols – Mariano, aos 6, e Washington, aos 22 e 30 minutos do primeiro tempo; Geraldo, aos 45 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Francisco Nascimento (AL).

Cartões amarelos – Anderson, Michel, Heleno e Fernando Bob.

Renda – R$ 85.440,00.

Público – 4.632 pagantes.

Local – Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).