Depois de sofrer muito para avançar às oitavas de final do US Open, fase em que precisou salvar um match point para seguir vivo no jogo em que derrotou o britânico Daniel Evans por 3 sets a 2, Stan Wawrinka confirmou favoritismo de forma mais tranquila nesta segunda-feira. Terceiro cabeça de chave, o tenista suíço venceu o ucraniano Illya Marchenko por 3 a 1, com parciais de 6/4, 6/1, 6/7 (5/7) e 6/3, para se garantir nas quartas de final do Grand Slam norte-americano.

Com o triunfo sobre o atual 63º colocado do ranking mundial, Wawrinka se credenciou para travar um interessante confronto diante do argentino Juan Martín del Potro, que poucas horas mais cedo contou com a desistência por lesão do austríaco Dominic Thiem quando vencia o segundo set por 3 a 2, após ter fechado a primeira parcial em 6/3.

Será o sétimo confronto entre Wawrinka e Del Potro no circuito profissional, sendo que o argentino levou a melhor em quatro dos seis duelos disputados entre os dois. O último deles foi na edição deste ano de Wimbledon, Grand Slam no qual o atual 142º colocado do ranking mundial bateu o suíço por 3 sets a 1, de virada, na grama de Londres.

O abismo que separa os dois tenistas no ranking da ATP, por sua vez, tem pouco peso para este novo embate entre eles. Wawrinka ocupa o terceiro lugar da ATP, mas Del Potro, além de ser um ex-Top 10, só está na modesta colocação na qual figura atualmente por causa das graves lesões no punho que o afastaram das quadras por longos períodos nas últimas temporadas.

Del Potro, por sinal, ganhou os últimos quatro duelos que travou com o suíço, derrotado pelo argentino por duas vezes em 2009 nos Masters 1000 de Roma e Madri e depois no Torneio de Estoril de 2012, antes de finalmente superá-lo novamente neste ano em Wimbledon. Antes disso, Wawrinka levou a melhor sobre um então garoto Del Potro no Torneio de Umag de 2006 e na edição de 2008 de Wimbledon. Agora, na condição de teórico favorito, ele tentará encerrar o longo jejum contra o argentino.

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio e campeão do US Open em 2009, Del Potro também chegará para este novo duelo menos desgastado do que Wawrinka, pois ainda não perdeu nenhum set neste US Open, enquanto o suíço vem de uma longa batalha nas oitavas de final e nesta segunda-feira só conseguiu liquidar Marchenko na quarta parcial.

Depois de conquistar três quebras de saque e ganhar os dois primeiros sets com relativa facilidade, o suíço foi surpreendido na terceira parcial, na qual chegou a conquistar nova quebra de serviço, mas viu o ucraniano converter um break point, levar a disputa ao tie-break e depois fechar em 7/5. No quarto set, porém, o tenista número 3 do mundo conquistou mais duas quebras de saque e, mesmo vendo seu adversário converter novo break point, fez 6/3 para liquidar o duelo.