Além de ter de negociar com o Lyon, o Corinthians recebeu proposta pelo meia Willian, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, que recentemente contratou Ilsinho do São Paulo. Os dois jogadores têm o mesmo empresário, Wagner Ribeiro, que convenceu os ucranianos a investir no meia. O Shakhtar fez proposta de US$ 22 milhões (R$ 40 milhões) pelo meia.

Essa quantia balançou os dirigentes corintianos. Ribeiro por enquanto apresentou a proposta em caráter informal, em conversa com Dualib. A diretoria espera que tudo se torne oficial, por escrito. Quando isso ocorrer, se de fato não passar de especulação, Willian será negociado.

‘Não queremos abrir mão dele pelo menos até o encerramento do Campeonato Brasileiro’, diz, sem convicção, o vice-presidente de Futebol, Rubens Gomes. Ele sabe que a venda de Willian é fundamental para diminuir a dívida de R$ 110 milhões, acumulada durante a administração Dualib.