Montreal – O Brasil terminou o Mundial de Esportes Aquáticos de Montreal, Canadá, hoje, com um saldo de sete finais (três nos saltos ornamentais, duas no nado sincronizado e duas na natação) e 10 semifinais (cinco de natação e cinco nos saltos). Um saldo ruim. Na natação,

o melhor resultado foi o do veterano Fernando Scherer, o Xuxa, nos 50 m borboleta -um quinto lugar. Kaio Márcio foi 7.º no 100 m borboleta. A decepção de Joanna Maranhão é o retrato do Brasil. A nadadora foi 21.ª hoje, nos 400 m medley (4min53s41), prova na qual ficou em 5.º na Olimpíada de Atenas, no ano passado. O Brasil não teve Thiago Pereira, igualmente finalista em Atenas nos 200 m medley.

Os semifinalistas foram Joanna (10.ª, nos 200 m medley), Flávia Delaroli (12.ª, 50 m livre), Gabriel Mangabeira (13.º, 100 m borboleta), Fabíola Molina (14.ª, 50 m costas) e Gabriel Mangabeira (16.º, 50 m costas). Um abismo separa o Brasil de países como Austrália e EUA. Em Barcelona (2003), teve Xuxa na final (8.º, 50m livre) e os semifinalistas Kaio Márcio (13.º, 200 m borboleta) e Mariana Brochado (15.ª, 200 m livre).

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos apresentará, na volta, programa de preparação para o Pan de 2007 e a Olimpíada de 2008.