Madri – O italiano Arrigo Sacchi se desligou oficialmente do Real Madrid ontem, depois de um ano no cargo de diretor de futebol. Num concorrida entrevista coletiva, ele tentou explicar a má fase da equipe. Disse que deixa o clube por saudade de sua terra e sua família e confessa que perde ?prestígio e muito dinheiro? com a decisão.

Acompanhado por Emilio Butragueño, vice-presidente do Real Madrid, Sacchi se despediu com a leitura de uma carta na qual tentou explicar aspectos que considerava obscuros.

?Quero esclarecer tudo. Minha saúde está bem, não me sinto velho nem cansado, ninguém me mandou pra fora porque teria pedido mais dinheiro, pedi para sair pela primeira vez em junho ao presidente, que me convenceu a ficar. No último mês de outubro, disse a ele que não queria continuar, e até ontem, após a partida, ele voltou pedir a pedir que ficasse?, disse.

Brasileiros

Em sua despedida, Arrigo Sacchi tentou explicar as razões pelo fraco desempenho do time nos últimos meses. ?Não é só um problema. Se fosse assim, seria fácil de resolver. Alguns perderam a auto-estima, como Júlio Baptista e Robinho, outros não estão em forma, já que vêm de um longo tempo lesionados?, afirmou, com sinceridade.

Ao falar sobre Ronaldo, ele mostrou clareza na mensagem que quis transmitir à torcida: ?Tenho certeza que Ronaldo ficará aqui. É meu amigo, conheço ele e está muito bem em Madri, mas tem necessidade de carinho da torcida?, avisou.