O meia Zé Roberto viajou nesta terça-feira (19) para a Alemanha e, até o fim da semana, terá definido a sua nova equipe. Tudo indica que ele irá mesmo para o Bayern de Munique, clube que defendeu por quatro anos (de 2002 até a Copa de 2006, quando voltou ao Brasil para jogar no Santos).

"Ainda não assinei com nenhum clube, mas a possibilidade de jogar na Alemanha é muito grande, até porque vivi lá por oito anos, meus filhos nasceram lá e minha família conhece muito bem o país. Tenho proposta de várias equipes, mas as negociações com o Bayern estão bem avançadas", disse Zé Roberto antes do embarque.

O meia comentou as declarações do técnico Dunga, que o acusou de deixar o País – e, por conseqüência, a seleção brasileira – por "medo de seqüestro". Bem ao seu estilo, sem perder o controle, o meia deu a sua versão. "Jamais mencionei que minha saída do Brasil era por causa de seqüestros ou de criminalidade, pois aprendi a viver aqui com todas as dificuldades. Ele se expressou em cima de uma entrevista mentirosa publicada pelo (jornal alemão) Bild.

Zé Roberto reiterou que não pretende mais vestir a camisa da seleção brasileira. "Quero dar oportunidade a jogadores mais jovens, que sonham com uma Copa do Mundo. A seleção faz parte do passado e, se eu puder dizer alguma coisa para o Dunga, é boa sorte.