Ícones religiosos ucranianos bizantinos estão em exposição a partir de hoje no hall de entrada da Secretaria de Estado da Cultura. As obras são do artista e “escritor de ícones” Roman Vasylyk, pró-reitor da Academia de Artes de Lviv, na Ucrânia.

Vasylyk veio ao Brasil por intermédio da Representação Central Ucraniano-Brasileira que, em convênio com a Universidade do Centro-Oeste, proporcionou um curso sobre pinturas de ícones, ministrada pelo professor. A iniciativa contou com o apoio da Fundação Araucária e do Consulado Geral da Ucrânia.

O ícone ucraniano é um fenômeno de trabalho criativo daquele país. Trata-se de uma arte tratada com carinho desde os primórdios da cultura cristã, que preencheu todo o espaço geográfico e artístico-espiritual de uma civilização com raízes no antigo império bizantino. Conta a tradição que o artista que pinta o ícone está, de fato, escrevendo, pois ele é a palavra desenhada de Deus.

Em todos os períodos da história da Ucrânia o ícone era algo milagroso e sagrado para o povo. Considerado um código de valores morais, era uma arte refinada e uma enciclopédia de conhecimentos sobre o mundo e o lugar da Ucrânia nele. O ícone ucraniano expressou, de maneira singular, a prosperidade da Ucrânia no período Kyivan e Halych-Volynian Rus, e o sofrimento de seu povo durante a invasão tártaro-mongol.

Também retratou o período soviético, quando a religiosidade era reprimida, e a pintura dos ícones, proibida. Eles eram pintados às escondidas e os seus autores chamados de pintores das catacumbas, por causa do anonimato. Em todos os períodos em que esteve dominada por estrangeiros, a Ucrânia sempre expressou, por meio do ícone, seu sentimento de independência.

Por meio dos trabalhos de Roman Valsylyk, o público brasileiro poderá conhecer melhor a idéia dessa arte, cuja exposição também contará com trabalhos de alunos do professor Roman, ministrado na Unicentro, no Paraná.

***

A mostra será aberta às 19h e permane o até dia 4 de novembro. A Secretaria da Cultura fica na Rua Ébano Pereira, 240. Visitação de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h.