adryana050905.jpgSe por um lado uma avalanche de sambas e pagodes vêm agradando parte da juventude, por outro, pagodeiros confessos têm deixado o gênero de lado em busca de outros estilos e sons originais. Nítida exceção, a cantora paulistana Adryana Ribeiro vem conquistando novos fãs a cada trabalho com seu novo lançamento, Brilhante raro, o samba ganha uma interpretação romântica sem abusos melódicos num repertório escolhido a dedo. Recém retomada a carreira solo – entre 1999 e 2003 Adryana esteve integrada ao grupo Rapaziada – ela chega ao terceiro álbum com uma maturidade alcançada em dezesseis anos de profissional. Os outros dois são os elogiados Adryana Ribeiro (95) e Em busca do sol (97).

?Quando iniciei o projeto com a Rapaziada, sabia que haveria começo meio e fim. O fim chegou, mas estou muito feliz em retomar minha carreira individual e contente em voltar a cantar samba?, conta Adryana. Dona de uma voz suave, cantando um samba de bom grado e com um corpo de modelo, Adryana é aposta fácil para qualquer gravadora. Em entrevista ela lembra que a música esteve presente na vida desde sua infância. ?Toda minha família tem uma relação com a música, cantei em bailes, fiz canto lírico e jingles. Cresci ouvindo Elis Regina e Elza Fitzgerald; hoje, misturo várias linguagens e canto samba, que é um ritmo aberto?, declara, confessando ser fã de Clara Nunes e Martinho da Vila.

Das reuniões com os produtores Leandro Sapucahy e João Augusto vieram para o repertório composições como: Saudade de você, de Carlos Colla; Dois, antigo sucesso dos ex-RPM Paulo Ricardo e Michael Sullivan, nesse trabalho a canção aparece num samba romântico; Amar Você e Na Veia, de Serginho Meriti; Água nos olhos de Altay Veloso; Quem ama não sabe mentir, do ex-líder do grupo Art Popular, Leandro Lehart, e outras.

Com um timbre suave e a personalidade centrada na canção, sem tentar aparecer mais que a música Adryana cativa até mesmo os anti-pagodeiros. Atualmente a cantora está divulgando Brilhante raro em rádios e no interior paulista, e se prepara para realizar turnê com um show que já está montado e deve percorrer São Paulo e outros estados. ?Na minha carreira aprendi a dosar a voz, a fazer o simples, a não inventar demais?, comenta.