Uma transmissão ao vivo de um julgamento no estado do Texas, nos Estados Unidos, viralizou na internet após um advogado aparecer com um filtro de “gatinho triste”. O advogado Rod Ponton entrou na transmissão e após um momento de silêncio se dirigiu ao juiz Roy Ferguson: “Você pode me ouvir, excelência? Estou aqui, ao vivo, não sou um gato”.

Ferguson gentilmente se dirigiu ao advogado felino e sugeriu que ele ajustasse suas configurações. “Sr. Ponton, acredito que o filtro esteja ativado nas configurações de vídeo”, disse o juiz. A cena verídica aconteceu na última terça-feira.

Assista ao vídeo!

Em entrevista à CNN o juiz contou que o filtro do aplicativo Zoom foi removido logo em seguida. “Quando uma criança estava usando o computador, ligou um filtro”, disse ele. “Claro, o advogado não teria razão para saber que esse recurso existe”.

O advogado disse à CNN que precisou usar o computador de sua secretária para a audiência e suspeita que ela ou sua filha tenham usado a imagem do gato anteriormente. “O gato foi empático comigo”, disse ele. “Estava tão chateado quanto eu.”