O folclórico cantor de rock Serguei morreu aos 85 anos nesta sexta-feira (7), no Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) há cerca de um mês com quadro de desidratação, pneumonia e infecção urinária. Exames mostravam que ele poderia estar também com Alzheimer.

No início dos anos 1960, Serguei se mudou para os Estados Unidos, onde já havia morado na infância, e começou sua carreira musical. Ele esteve no Festival de Woodstock, em 1969, e conheceu lendas da música como Jimi Hendrix e Janis Joplin, com quem teve um relacionamento amoroso. Quando Janis veio ao Brasil, foi Serguei quem a acompanhou em suas apresentações. Mudou-se para Saquarema, no litoral do Rio, e fundou um museu dedicado ao rock.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Serguei ficou conhecido com seu jeito peculiar de se vestir e se apresentar, além do talento para o rock. Fez diversas versões para clássicos mundiais do estilo e abusava de suas performances alternativas para atrair a atenção dos fãs. Maquiagens, roupas rasgadas, cabelos longos e acessórios eram suas marcas. Serguei se apresentou em quatro edições do Rock in Rio (1991, 2001, 2011 e 2013). Na edição de 2001 cantou Satisfaction, com os Rolings Stones, de quem era fã declarado.

O cantor desfilou no carnaval do Rio pela Mocidade Independente, em 2013. Na ocasião, a escola homenageou o Rock in Rio e Serguei saiu na comissão de frente com uma inusitada fantasia com a frase: “Eu comi a Janis Joplin”.

Veja a interpretação de Serguei no Rock in Rio 1991:

Relembre uma das participações do cantor no Programa Jô Soares: