Esquentando o clima da Pedreira Paulo Leminski, a primeira atração do Zum Zum Festival, neste sábado (25), foi Anitta. Em aproximadamente uma hora de show, a cantora cumpriu o prometido: trouxe ao palco seus maiores sucessos e mostrou a força que tem. Depois dela, quem agitou o festival foi Wesley Safadão, que parecia já estar íntimo do público curitibano.

Antes de subir num dos maiores palcos do Paraná, Anitta disse à Tribuna do Paraná que gosta de apresentar em Curitiba. E parece ter gostado mesmo, já que essa foi a terceira vez que ela se apresentou em Curitiba em um ano. “Galera daqui me recebe muito bem, gosto muito de vir pra cá. Sem contar que todo mundo tá sempre com as músicas na ponta da língua, bom demais”, comentou.

Foi só a banda começar a tocar e os bailarinos entrarem no palco para que o público de aproximadamente 10 mil pessoas entrasse no clima. Anitta, que estava de férias e voltou aos shows na região Sul do Brasil, tocou Show das Poderosas, Ritmo Perfeito, Deixa ele Sofrer, Na Batida e, claro, teve o auge em Bang.

Foto: Lucas Sarzi.
Foto: Lucas Sarzi.

Muito conhecida pelas parcerias que faz, por não ter preconceito com estilos musicais e nem se importar com as críticas negativas, Anitta também tocou alguns de seus sucessos com parceiros. As já conhecidas Sim ou Não, Essa Mina é Louca e surpreendeu com Loka, música da dupla Simone e Simaria, lançada em 2017.

Sobre essa mistura de estilos musicais, a cantora, que já até esteve ao lado de Andrea Bochelli, disse que gosta de passear pela música. “O Brasil hoje em dia está muito eclético, todo mundo gosta de tudo. Isso é bom pra todo mundo. Acho que essa mistura é bem legal, a gente acaba podendo participar de eventos mais ecléticos”.

Planos para este ano Anitta disse ainda não ter ao certo e sobre as férias no exterior, ela comentou que foram apenas férias mesmo. “Aproveitei pra descansar e estudar, mas foi só férias mesmo. Agora, sobre este ano, vai ter novidade, mas ainda não sei adiantar o que vai ser. O que rolar, o que vier. Tô deixando pra decidir na hora certa”, comentou.

Veja a entrevista: