Foto: Fernanda Bruns

Festival de Antonina começa hoje.

?Ok pessoal. Tudo pronto. Boa noite Antonina.? Esta é a saudação que tradicionalmente anuncia o início da festa no litoral. É hoje a data da largada do maior evento de extensão da Região Sul: o Festival de Inverno da UFPR, em Antonina.

Em sua 17.ª edição, o festival oferece para todos os públicos 81 oficinas, disponibilizando um total de 1.810 vagas. ?Decidimos manter o evento num formato que a cidade comporte: chegamos no limite do local em termos de estrutura, espaços, hotéis, restaurantes, não há mais como o festival crescer. Então focamos na qualidade?, avalia a coordenadora executiva Lucinha Mion.

E qualidade é o que não falta nas atividades ofertadas para aqueles que ainda estão em dúvida sobre o que fazer nas férias de julho. Nessa época, Antonina é uma excelente oportunidade para aproveitar bem o recesso escolar. E há uma novidade para as crianças que esperam ansiosas durante o ano todo pelo festival.

É a tecnologia, que chegará ao grande palco de Antonina fazendo companhia à cultura e à arte, contemplando as crianças em três turmas, reunindo os pequenos entre 7 e 14 anos.

No Festival, as crianças também utilizarão sucata e materiais naturais da Mata Atlântica para as montagens e uma das idéias prevê a construção de um palco automatizado. ?A experiência traz uma mudança de mentalidade para as crianças, um novo olhar sobre a tecnologia através de conceitos que ligam a história da evolução da humanidade ao uso de ferramentas pelo homem?, reflete o engenheiro civil Maurício Beltrão Fraletti, um dos professores do festival.

As inscrições para as oficinas infantis deverão ser feitas somente em Antonina, hoje, a partir das 14h, no Patronato do Idoso. Toda a programação de oficinas e espetáculos durante a semana de 7 a 14 de julho está disponível no site www.proec.ufpr.br/festival2007.

Serviço:

Festival de inverno da UFPR em Antonina, de hoje a 14 de julho, em Antonina.

Romanelli: já superou

Novidade. É este o desafio do festival, segundo o coordenador do evento, Guilherme Romanelli. Já se superou o número de inscritos com relação ao ano passado, o movimento na cidade é grande e as oficinas diferenciadas e grandes shows de abertura e encerramento (Paulo Miklos e banda Denorex, hoje, e Kleiton e Kledir, no dia 14) prometem superar também a expectativa do público. ?Nosso objetivo é a vivência da arte por imersão, pois a pessoa respira arte todo o dia, todos os dias?, afirmou. Amanhã, os visitantes poderão conhecer um pouco das manifestações artísticas do litoral. Ainda há vagas para as oficinas, tanto nas voltadas para adultos, como as de público infantil, mas as inscrições devem ser feitas pessoalmente. Os organizadores esperam a presença de cerca de 50 mil pessoas durante o evento.