A top model britânica Naomi Campbell disse estar “mudada” e negou que tenha agredido um motorista de limusine contratado para conduzi-la por Nova York nesta terça-feira. “Trabalhei duro para corrigir meus erros anteriores e não serei refém do meu passado”, afirmou a modelo, famosa por seu comportamento irascível e por já ter protagonizado outros casos de lesão corporal.

Naomi falou à ANSA por meio de seu agente, David Brown, depois de ter recebido as desculpas do motorista, que decidiu não apresentar queixa à polícia sobre o assunto. “Na quarta-feira, 2 de março, fui acusada de um comportamento inaceitável contra um motorista em Nova York”, relatou a britânica. “Procuro tratar todos com respeito e me deixa feliz que o condutor tenha pedido desculpas. Gostaria de deixar este episódio para trás e seguir adiante”, comentou ela.

O empresário da top model chamou-a de “pobre Naomi” e disse que ela realmente mudou. Segundo David Brown, agora a britânica faz atividades humanitárias e pensa verdadeiramente no próximo.