Fátima Bernardes se lembrou do pentacampeonato do Brasil na Copa do Mundo de 2002. Nesta quinta-feira (14), dia de estreia do mundial da Rússia, a apresentadora contou a preocupação que teve por erguer a taça conquistada pela Seleção, ainda que de forma involuntária.

Ela estava no ônibus com a Seleção e acompanhava a festa dos jogadores quando recebeu a taça das mãos de Lúcio. “Diz que só chefe de estado ou jogadores podem erguer a taça, então eu devolvi logo. Vai que dá uma coisa errada e tiram essa taça do Brasil, então eu devolvi rapidinho”, afirmou a apresentadora.

Para ela, que foi eleita a musa da Copa de 2002, aquele Mundial foi inesquecível: “A final contra Alemanha, com dois gols do Ronaldo, foi inesquecível. Eu vi do campo e foi incrível”.

Curitiba recebe shows nacionais – alguns até de graça – em dias de jogo do Brasil na Copa