Atenção, fãs do reggae brasileiro: Armandinho chega hoje a Curitiba prometendo agitar o início do tão esperado final de semana. Seu show de lançamento do CD Semente será no Curitiba Master Hall, a partir das 22h.

Gaúcho de Porto Alegre, Armandinho confirma que tanto o show quanto o seu último CD estão mais evoluídos que os demais trabalhos lançados até hoje em sua carreira.

“Semente foi produzido por Paul Ralphes. Logo na primeira música já é possível perceber a diferença para Casinha (2004), por exemplo. As músicas eram muito parecidas, agora estão bem trabalhadas, agregamos uma nova sonoridade com mais guitarra e teclado. Fiquei muito feliz com o resultado”, diz. “Semente é sucessor natural de Casinha. Acho que o som sinaliza como meu trabalho ficará melhor daqui pra frente”, continua.

A escolha é difícil, mas Armandinho elege a música A filha como a preferida do álbum. “Escrevi essa canção quando tinha 15 anos para uma colega homossexual do meu colégio. Ela sofria com a discriminação, mas mesmo assim, tivemos uma grande amizade. Ela sabia que a música era pra ela”, relembra.

Poucos acreditam, mas o cantor de reggae tem influências que vão da MPB até o rock pesado. Rita Lee, Vinicius de Morais, Beatles, Elvis Presley e os argentinos Mercedes Sosa e Ariel Ramires fazem parte da coleção de CDs do cantor. “Escuto muito rock, pouca gente acredita, mas tenho muita inspiração no estilo pesado para construir e tocar minhas músicas”, diz.

Para o cantor, Curitiba é uma das melhores cidades do Brasil para se apresentar. “Sempre que venho pra Curitiba sou muito bem recebido, a galera acompanha as músicas e faz a maior festa. É muito gratificante tocar para os curitibanos”, descreve.

Além de se consolidar no Brasil, Armandinho já vem construindo sua carreira internacional. Em 2007, tocou com Manu Chao, Damian Marley, Groove Armada, The Streets, Gilberto Gil e Vanessa da Mata no festival Sudoeste, em Portugal.

“Os argentinos são muito presentes no sul do Brasil, por isso eles acabam escutando nossas músicas nas rádios. Já recebemos propostas para tocar na Argentina e Uruguai, mas ainda não conseguimos fechar uma turnê”, explica.

Além da música Semente, que dá titulo ao álbum, Desenho de Deus, lançado em 2006 trouxe bastante reconhecimento para a carreira do cantor. A canção era música de trabalho do CD Armandinho ao vivo (2006), que vendeu mais de 80 mil cópias e outras 40 mil em DVD. Antes de 2004, Armandinho já havia batido a marca de 50 mil cópias vendidas do CD intitulado Casinha.

Serviço

O show de Armandinho acontece hoje, a partir das 22h, no Curitiba Master Hall (Rua Itajubá, 143, Portão) em Curitiba. Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 20 (meia-entrada) pelo Disk Ingressos (www.diskingressos.com.br) e nos quiosques nos shoppings Mueller e Curitiba. Maiores informações (41) 3315-0808.