Foto: Chuniti Kawamura

Nessa semana, a próxima
 parada do artista plástico
 é a cidade de Cascavel.

Conhecer a variedade das obras de um pintor dentro de seu próprio ateliê, mas com uma novidade: o ateliê, na verdade, fica dentro de um ônibus que passeia pela cidade. Essa foi a idéia do artista plástico curitibano Itamar Gonçalves, que resolveu investir em um estilo de arte itinerante, o Artebus, ônibus que chama a atenção por onde passa.

Cansado de comercializar seus quadros na feira de artesanato do Largo da Ordem, depois de 15 anos, Gonçalves decidiu inovar. ?O comércio ali já não estava muito bom, porque apareceram vários artistas e a competição aumentou?, conta. A insatisfação, aliada à vontade do artista de viajar por diferentes regiões do País, fizeram Gonçalves comprar um ônibus e transformar o veículo em um ateliê, espaço em que guarda e viaja com cerca de 200 quadros de paisagem abstrata, paisagem marinha, natureza morta e flores. ?Conhecer pessoas também é um aspecto diferencial do meu trabalho, pois é interessante perceber que cada lugar tem suas características peculiares?, observa ele, que já passou por estados como Santa Catarina, Rio de Janeiro e Minas Gerais para disseminar sua arte.

De acordo com Gonçalves, a novidade atrai os moradores das cidades que visita. ?Costumo estacionar em ruas com grande movimento e a curiosidade faz com que as pessoas parem e se interessem pelo meu trabalho?. Gonçalves descobriu seu encanto por desenhos e por arte durante a infância. Hoje, ele diz que sua pintura é praticamente automática, chegando a finalizar uma média de quatro quadros por dia. As telas variam de 15 x 10 cm a 120 x 80 cm, feitas com tinta acrílica, com preços de R$ 15 a R$ 180.