Reconhecido internacionalmente pela estética afro-brasileira, o artista plástico e escritor baiano Deoscóredes Maximiliano dos Santos, conhecido como Mestre Didi, morreu em Salvador, aos 95 anos, em decorrência de câncer. O enterro foi ontem, 6, no Cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana. Mestre Didi criou esculturas inspiradas na representação de deuses e orixás do candomblé.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.