Pela rede social os jovens marcaram os protestos e, também, pela rede social ampliaram sua voz. Os eventos são agendados pelo Facebook, narrados pelo Twitter em tempo real e com as fotos do Instagram ganham uma popularidade mundial. Se 250 mil pessoas, aproximadamente, saíram às ruas em capitais importantes como Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Recife, Brasília, anteontem, nas redes sociais a presença foi ainda maior. De acordo com levantamento feito pela agência Today foram 548.944 publicações, entre posts e comentários só na segunda-feira. Entre os termos mais mencionados estão #vemprarua, #ogiganteacordou, #protestosp, #mudabrasil e #semviolencia, concentrados majoritariamente no Twitter, com 483.839 (88%). No Facebook, a partipação foi de 10%, enquanto outras mídias, como Google+ e Blogs, tiveram 2% de repercussão.

A hashtag #VerásQue UmFilhoTeuNãoFogeALuta liderou a audiência no Twitter. No mundo. Vários famosos aderiram aos protestos e os que participaram das passeatas postaram suas fotos no Istragram, como a maioria dos manifestantes anônimos e abrasileiraram o aplicativo.

Os atores Bruno Gagliasso,Thayla Ayala, Debora Nascimento, Fernanda Rodrigues, Raoni Carneiro, Luiza Curvo, Fernanda Paes Leme e o irmão Alexandre Paes Leme, os modelos Evandro Soldati e Mariana Weickert e o ex-BBB Mau Mau postaram nas manifestações no Rio de Janeiro. A cantora Maria Gadú foi de ônibus ao protesto no Rio, acompanhada de amigos e da mãe, Neusa Gadú e se deixou fotografar no coletivo, a caminho da marcha.

O cantores Leoni e Jair Oliveira, o apresentador Eduardo Surita, o ator Bruno Fagundes, filho de Antonio Fagundes, e a mãe, Mara Carvalho, foram para as ruas da zona sul de São Paulo com as roupas brancas apoiar a manifestação e postaram fotos na internet.

O cantor Tico Santa Cruz posou com cartaz na manifestação em Porto Alegre.

No Pará a cantora Gaby Amarantos posou com a bandeira do Brasil, no protesto que parou Belém.

Hit

Anitta fez uma versão da música Show das Poderosas em apoio às manifestações. “É a hora da mudança, vem você também. Não precisa quebrar nada, é só lutar para o bem. Não é 20 centavos, é a nossa lei. O país está acordando e quer saber?”, diz um trecho da canção. “Que um filho teu não foge à luta. Meus direitos não são bagunça. Corrupção tem que acabar com luta”, continua a música. A letra foi publicada ontem, no Instagram.