No ar como Nonato, a travesti Elis Miranda, em A Força do Querer, em sua estreia em novelas, Silvero Pereira diz que já sofreu muito preconceito em sua carreira. Para quem não sabe, desde 2002, ele dá vida à travesti Gisele Almodóvar, uma criação para o espetáculo Uma Flor de Dama. E foi justamente por isso que foi escolhido por Glória Perez para interpretar Nonato em sua novela.

“A gente sofre preconceito de todos os lados, por ser pobre, nordestino, estudar em escola pública, ter cabelo comprido e tatuagem, não só pela sexualidade”, avalia. Ainda assim, desde que começou a aparecer com mais destaque, Silvero garante que só tem recebido mensagens positivas do público. “Até hoje não recebi nenhuma mensagem depreciativa. A maioria delas é torcendo pela personagem. Considero isso uma grande evolução do público”, diz ele, em entrevista à colunista Patrícia Kogut.