Um dos principais grupos de dança do mundo, o Ballet Imperial da Rússia, vem a Curitiba para encenar dois clássicos da literatura mundial: Romeu e Julieta, de Willian Shakespeare, e Dom Quixote, de Miguel de Cervantes.

Liderado pelo principal bailarino do Bolshoi na era soviética e diretor artístico do Ballet Imperial da Rússia, Gediminas Taranda, o grupo surgiu no ano de 1994 para representar o mais alto nível do balé mundial.

De acordo com Taranda, a idéia de trazer para Curitiba estes espetáculos veio de conversas com empresários. “Decidimos trazer esses dois espetáculos porque são novas montagens de nossa companhia de grande sucesso em outros países e que não tínhamos apresentado no Brasil”, revela.

Para ele, o público que for assistir as duas encenações terá uma experiência inesquecível. “Os espectadores podem esperar dois espetáculos de excelente qualidade. Poderão apreciar também cenários e figurinos impecáveis e, principalmente, uma companhia com muita harmonia no palco respeitando as tradições e o alto nível da dança clássica do nosso país”, afirma.

O diretor artístico conta que tem boas recordações da primeira vez em que esteve na capital paranaense, em 2007, com o espetáculo Lago dos cisnes, do compositor russo Piotr Ilitch Tchaikovsky. “Lembro que realizamos duas apresentações com lotação esgotada e grande receptividade do público”, conta.

Contando com 36 bailarinos, o grupo possui dançarinos de diferentes países. Questionado se é complicado lidar com profissionais de diferentes culturas, Taranda conta que tudo fica mais simples quando se conta com profissionais altamente gabaritados.

“Quando temos pessoas interessadas em progredir na carreira de bailarino tudo fica mais fácil. É uma vida dura e de muitos sacrifícios, mas que traz uma enorme satisfação quando se atinge os resultados. Nós selecionamos os bailarinos em festivais de dança, do próprio ballet imperial e escolas onde os alunos se destacam. Essas são uma das formas que usamos para escolher nosso elenco”, diz.

Ele comenta ainda que quem tiver interesse em ser bailarino precisa se dedicar muito para ser reconhecido na profissão. “É uma carreira muito prazerosa, entretanto exige disciplina e muita dedicação, uma vez que é necessário que se faça várias renúncias em prol de atingir o objetivo”.

Serviço

Ballet Imperial da Rússia encena: Romeu e Julieta, hoje, às 21h, e Dom Quixote, amanhã, às 19h, no Teatro Guaira (Rua Conselheiro Laurindo, s/n). Ingressos variam entre R$ 130,00 a R$ 70,00, a venda na bilheteria do teatro e pelo site www.ingressos.tguaira.pr.gov.br.