Os trabalhos dos alunos do Museu de Arte Jovem, projeto de inclusão social – apoiado pela Dixie Toga, Rhodia, CornProducts e Cosipa -, vão estar expostos em Balsa Nova, Paraná, de 26 de fevereiro a 2 de março. As 80 telas, entre as quais 16 são de alunos de Balsa Nova, estarão no Museu Batista Pelizzari (a confirmar), das 9h às 16h. A primeira colocada entre as oito cidades patrocinadas pela Corn Products e pela Cosipa foi Beatriz Ribeiro, de Mogi Guaçu, com a obra Saci Pererê, o safado. Em segundo lugar ficou o quadro Esqueceram de mim, de Paulo Sérgio Pedro, de Conchal, e o terceiro lugar ficou com Ezequiel Dias Paranhos, de Jundiaí, com a obra Sombra do Saci. As telas de Beatriz, Paulo e Ezequiel, além de outros 77 trabalhos, estarão na mostra e, depois, irão integrar o acervo permanente do World Awareness Children?s Museum de Nova York. A entrada para a exposição é franca.

Os moradores de Balsa Nova, Paraná, vão ter a oportunidade de conhecer os belíssimos quadros dos alunos do Museu de Arte Jovem, projeto de inclusão social, na exposição itinerante que acontece de 26 de fevereiro a 2 de março, no Museu Batista Pelizzari (Praça 25 de Janeiro, s/n, Centro) – a confirmar o local. As 80 telas, entre as quais 16 são de adolescentes da própria cidade, estarão expostas das 9h às 16h. A entrada é gratuita. O quadro vencedor do projeto Museu de Arte Jovem, escolhido entre os 800 estudantes de escolas que participaram em 2006 com o apoio da CornProducts e da Cosipa, assim como o segundo e terceiro colocados, também vão fazer parte da mostra.

Em primeiro lugar ficou a obra Saci Pererê, o safado, produzida pela estudante de Beatriz Ribeiro, 14 anos, da EE Anália de Almeida Bueno, de Mogi Guaçu. Como prêmio, Beatriz viaja, com um acompanhante e todas as despesas pagas, aos Estados Unidos no início deste ano. O segundo colocado foi o Paulo Sérgio Pedro, 12 anos, da EMEF Giácomo Corte, de Conchal, São Paulo, autor da obra Esqueceram de mim e será premiado com um computador com impressora. A tela intitulada Sombra do Saci, produzida pelo estudante Ezequiel Dias Paranhos, 14 anos, de Jundiaí, aluno da escola Projeto Criança, ficou em terceiro lugar no projeto. Como prêmio, vai receber na próxima semana uma televisão de 29 polegadas. A obra dos vencedores, além de outras escolhidas, vão passar a integrar o acervo permanente do World Awareness Children?s Museum de Nova York. Os professores voluntários que orientaram os trabalhos dos três primeiros colocados são premiados, respectivamente, com um computador, uma televisão de 29 polegadas e um dvd player.

Desenvolvido através de um Intercâmbio Cultural entre a Pró Cultura Marketing Cultural e Eventos e o World Awareness Children?s Museum de Nova York, este projeto resulta, anualmente, em uma exposição nesse museu, seguida por outra itinerante por diversos estados norte-americanos. Em abril, os quadros eleitos vão fazer parte do acervo permanente do museu de Nova York. Em troca, serão trazidas obras de crianças norte-americanas para fazerem parte do acervo do Museu de Arte Jovem.