A Band foi condenada a pagar R$ 250 mil a Tato Malzoni por conta da exibição, em 2006, do vídeo em que ele e Daniella Cicarelli (foto), na época namorados, apareciam namorando no mar. Segundo o juiz Enio Zuliani, a divulgação do material foi usada pelo canal “de forma sensacionalista, com interesses mercantilistas”.

Ontem, o processo passou por segundo julgamento no Tribunal de Justiça de São Paulo. No primeiro julgamento, ocorrido em 2010, os sites Youtube, Google, Terra e IG, teriam que pagar R$ 35 mil de indenização por publicarem o material. No julgamento de ontem, no entanto, essas empresas ficaram isentas da punição pois, segundo o juiz, eles apenas noticiaram uma informação. Cabe recurso ao STJ (Supremo Tribunal de Justiça) e o advogado de Malzoni, Rubens Tilkian, já prepara sua argumentação.

Ele diz que seu cliente deve recorrer da decisão que aboliu o pagamento de indenização por parte do Google e do Youtube, pois eles continuaram exibindo o vídeo, mesmo depois que Cicarelli e Malzoni ganharam na Justiça o direito de proibir a divulgação do material.