O reconhecimento é sempre um dos objetivos buscados pelos artistas locais, que naturalmente têm que trabalhar o dobro de quem já é conhecido para conquistar seu espaço. É assim que, há três anos, a banda Terezo, que investe num pagode leve, mesclando sons autorais com uma reconstrução de músicas já conhecidas, pouco a pouco consegue se destacar não só em Curitiba, mas também fora daqui. Os curitibanos, que comemoram as conquistas, esperam todo mundo no show de aniversário da banda nesta sexta-feira (2), no Victoria Villa.

Quando surgiu, em 2016, a banda Terezo veio para reunir um grupo de amigos que já tinha uma afinidade em comum: o gosto pelo pagode. “Já tivemos outras bandas, mas decidimos montar um projeto que fosse novo, com cara nova para a cidade, com essa diversidade que a gente faz”, contou o vocalista Anderson Simões Travasso, conhecido como Andy, que toca o grupo junto com o percussionista Bernar e o violonista Diogo.

+Leia também: Festival gastronômico reúne restaurantes de Morretes a preço único até setembro

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

O pagode, segundo o cantor, não só vem do gosto de cada um dos integrantes da banda, como também da família. “Eu toco desde novinho, mas a influência, no meu caso, por exemplo, veio do meu avo, que é do pagode. De modo geral, sempre tivemos uma boa relação com o gênero, então pra gente foi mais fácil e casou a nossa vontade, com o nosso conhecimento”.

Com frequência, a banda Terezo é convidada para shows de abertura para grandes artistas, o que faz com que seu espaço aumente cada vez mais. Apesar disso, o grupo sente na pele o esforço que tem que fazer para continuar. “Curitiba tem pouco reconhecimento das bandas locais e a questão do ‘fazer por hobby’ é um dos fatores que contribui para isso, dificulta quem quer crescer de verdade. As casas noturnas não dão muita atenção para bandas locais, costumam pagar R$ 15 mil para uma banda de outro Estado vir, mas querem pagar bem pouco para as bandas daqui, porque tem gente que se submete”, avaliou Andy.

Segundo o cantor, um dos fatores que fez com que a Terezo conseguisse se destacar é, com certeza, a força de vontade. “Pouco a pouco conquistamos o que é nosso e o mais legal é que junto disso a gente já vem abrindo portas para outras bandas. Essa é a nossa ideia também, de não ter essa rivalidade e fazer a diferença nesse cenário, que é precário”.

+Viu essa? Trajetória meteórica dos Mamonas Assassinas vai virar série

Foto: Divulgação/Rafael Japa.
Foto: Divulgação/Rafael Japa.

Música na rádio!

Nos últimos anos, o pagode se tornou um gênero musical em alta no país e a banda aproveitou o momento. Além das músicas covers que fazem, misturando outros ritmos, a Terezo já conseguiu emplacar uma música. Uma Chance foi abraçada de tal forma, que é uma das mais pedidas na rádio 98fm Curitiba, por exemplo. “A cidade realmente acolheu a música e, incrivelmente, é a mais pedida do nosso show. Pra gente isso é o mais legal, porque é muito bom cantar uma música de alguém conhecido, como, por exemplo, o Dilsinho, mas é melhor ainda cantar a nossa música e ver o mesmo público cantar fervorosamente. É incrível”.

Ter a música tocando na rádio, para Andy, foi uma das maiores conquistas da banda. “Não dá nem pra explicar o prazer que dá de saber que tem gente que liga na rádio pedindo nossa música. Escutar na maior rádio da cidade, que é líder de audiência, é a maior realização da banda”. Conheça a música:

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Não param por aí

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

A intenção da Terezo é sempre buscar mais e, além disso, conquistar o público. “Por isso que procuramos abraçar todos os públicos, fazer o pagode que toca no coração, que é o romântico, mas também a música que é mais de balada. A gente já ouviu falar por aí que éramos modinha e que já passaríamos. Pode até ser, mas o nosso objetivo é continuar na moda”.

Ainda neste ano, o grupo planeja gravar um DVD para coroar todas as conquistas. “Tudo ainda está em fase de planejamento, mas é o nosso objetivo. Depois de tanta coisa boa acontecendo, é dessa forma que queremos fechar o ano, mostrando às pessoas o quanto temos trabalhado forte e queremos ir longe”.

Para o show desta sexta-feira, que tem um tom pra lá de especial, já que é o aniversário de três anos da banda, a Terezo preparou algo ainda mais diferente. “É uma apresentação completamente nova, da abertura ao fechamento, com algumas surpresas no meio do show. É o show mais bonito que já montamos, até para marcar esse aniversário, que para a gente é muito representativo. Os nossos três anos são de agradecimento a Deus, às pessoas que nos acolhem tanto, mas também representam muito foco, muito trabalho”. Os ingressos para o show podem ser comprados pelo site Ingresso Nacional ou na hora, no próprio Victoria Villa.

Chitãozinho e Xororó voltam a Curitiba com a turnê Evidências, dessa vez na Live Curitiba