?Estamos conseguindo recuperar vários espaços e devolver à cidade de Curitiba o que lhe pertence?, disse o prefeito Beto Richa ao reabrir a Cinemateca de Curitiba, uma das três cinematecas públicas do País. Lançamento dos vídeos digitais financiados com recursos do Fundo Municipal da Cultura marcou a retomada das atividades.

A Cinemateca de Curitiba, uma das três únicas cinematecas públicas do País, foi reaberta na noite desta terça-feira (29) pelo prefeito Beto Richa e pelo presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Paulino Viapiana, depois de passar por um período de obras que durou cinco meses. Inserida no Programa de Revitalização dos Espaços Culturais de Curitiba, uma das prioridades da gestão Richa em Curitiba, a Cinemateca passou por obras na estrutura física, investimentos na preservação do acervo e aquisição de equipamentos.

?Fico particularmente realizado ao devolver à cidade de Curitiba este importante espaço. Fizemos o mesmo com o Teatro Paiol, o Teatro Novelas Curitibanas e vários outros locais. Será assim com o Paço Municipal, único imóvel de Curitiba tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), que terá investimentos do Sesc e onde a Prefeitura não vai aplicar um único centavo?, disse Richa ao citar alguns dos vários espaços que, desde 2005, têm passado por obras.

?Eu ficava incomodado de ver espaços culturais importantes fechados ou em más condições. Era um desrespeito à cultura, à tradição da cidade de Curitiba. Estamos conseguindo recuperar e devolver à cidade o que lhe pertence?, disse o prefeito Beto Richa para uma platéia atenta que lotou todos os cantos da Cinemateca na noite fria desta terça-feira.

O presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Paulino Viapiana, enfatizou que, ao lado do Teatro Paiol e do Teatro Guaíra, a Cinemateca é um dos espaços mais importantes da cultura em Curitiba. ?É maravilhoso ver a Cinemateca com um público tão grande hoje. A Cinemateca sempre foi um ponto de convergência das pessoas que têm alguma relação com o cinema. Revitalizar a Cinemateca e dotá-la de equipamentos de qualidade é o mínimo que podemos fazer para corresponder a esta expectativa. Com as melhorias, queremos trazer de volta os bons tempos da Cinemateca de Curitiba. Esperamos que a população venha à Cinemateca, onde retomaremos, a partir de agora, a programação diferenciada. Aos domingos, volta a acontecer o Cinema a 1 real?, afirmou Viapiana para o público e aos jornalistas.

Com dinheiro do Fundo

A reabertura da Cinemateca foi marcada pelo lançamento dos vídeos digitais que foram feitos com recursos do Fundo Municipal da Cultura. O edital de vídeo digital lançado em 2005 garantiu a elaboração dos trabalhos de quatro diretores iniciantes e três não-iniciantes.