O cantor e compositor italiano Lucio Dalla morreu aos 68 anos nesta quinta-feira em Montreux, na Suíça, quando iniciava uma série de shows pela Europa. Segundo informações da agência Ansa, Dalla teve um enfarte no hotel onde estava hospedado em Montreux, logo após tomar o café da manhã. A agência musical de Dalla, Ph.D SRL Music Managment, de Bolonha, disse que o cantor fez um show na noite de quarta-feira em Montreux e estava bem. Foi sua última apresentação.

Nascido em 4 de março de 1943 em Bolonha, Dalla foi um dos cantores italianos que mais venderam discos. Seu álbum DallaAmeriCaruso, de 1986, vendeu nove milhões de cópias e a melodia foi cantada por Dalla e pelo tenor Luciano Pavarotti em 1992, durante um concerto em Modena.

“Dalla tinha uma voz original e forte, que contribuiu para renovar a promover a música italiana ao redor do mundo. Ele era um artista amado por muitos italianos”, disse o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, em mensagem de pêsames à família do músico. Dalla começou sua carreira no final do anos 1960, mas alcançou sucesso na Itália apenas em 1977, com o disco Com’è profondo il mare. Dalla produziu trilhas sonoras para filmes dos diretores de cinema Mario Monicelli, Michelangelo Antonioni, Carlo Verdone e Michele Plácido.

Dalla realizava shows fora da Itália frequentemente, em grande parte nos Estados Unidos, onde às vezes se apresentava com o cantor Francesco De Gregori. Segundo informações da Ansa, o corpo do cantor será levado a Bolonha amanhã, onde deverá ser sepultado nos próximos dias.

As informações são da Associated Press.