“A grande vitoriosa da noite é a música brasileira”. Foi desta forma elegante que o bandolinista Bruno Rian resumiu o resultado do I Festival Curitiba no Choro, que terminou no último sábado, dia 24, e que teve a composição do chorão carioca André Bellieny, Do Jeito que veio, voltou, como a grande campeã entre 91 choros enviados de todo o Brasil e do exterior. Rian representou na capital paranaense o amigo e parceiro do Conjunto Sarau. “Estou muito contente. O André que é meu grande amigo me passou essa responsabilidade e acho que cumpri minha missão”, disse feliz da vida depois de receber o troféu de primeiro colocado e uma premiação de R$3,5 mil.

Bruno Rian ressaltou que todos os finalistas eram de altíssimo nível. “Eu gostei muito do festival não pelo prêmio, que qualquer um dos participantes poderia ter ganhado, mas por entender que eventos como este, mais que um concurso, é uma grande confraternização que oferece a oportunidade de encontrar músicos de vários lugares”, disse o bandolinista carioca.

Os vencedores do I Festival Curitiba no Choro:

1.º Lugar – Do Jeito que Veio, Voltou (André Bellieny Roberto da Silva) Rio de Janeiro (RJ) R$3.500,00.

2.º Lugar “Baba de Calango” (Zé Barbeiro) Carapicuíba (SP) R$2.000,00.

3.º Lugar “Choro Improviso” (Jotagê Alves) São Paulo (SP) R$1.000,00.

Melhor Instrumentista Jotagê Alves.