É tempo de homenagem e aniversários no mundo da música. Erasmo Carlos lança turnê de seu último disco Santa Música no Rio de Janeiro, mostrando as novas músicas e fazendo um apanhado de alguns de seus grandes sucessos e ainda homenageia Tim Maia e Cássia Eller. Quando lançou o disco, Erasmo afirmou que o grande tema de suas canções é o amor. “É o meu assunto favorito. O artista não tem a obrigação de protestar, seu dever é o entretenimento. Acho saudável, genuíno, o protesto nas novas gerações. Eles xingam o professor, o sistema, tudo, até quando não resta mais nada para xingar e aí eles vão falar do amor,” diz ele.

Do novo disco ele vai tocar Santa Música, Tim, uma homenagem ao síndico Tim Maia (1942 -1998) e No olho do furacão, em que ele contradiz suas próprias palavras e protesta contra a guerra no Iraque. Erasmo também vai homenagear Cássia Eller (1962 -2001) cantando Nasci para chorar, uma versão dele gravada originalmente por Roberto Carlos em 1964 que Cássia gravou na trilha do filme Houve uma vez dois verões. Neste número, ele receberá a percussionista Lanlan, da banda de Cássia, atualmente em carreira solo.

Entre os hits ele promete Parei na Contramão , primeira música composta em parceria com Roberto Carlos que ele nunca cantou antes. Ele também incluiu no repertório Ronca ronca de Lulu Santos, que teve Erasmo nos vocais ao lado de Evandro Mesquita, Rita Lee e Roberto Carvalho no álbum Tudo azul (1984), de Lulu.  Erasmo ainda tem seu público fiel.

Outro lançamento é Ao mestre com carinho do cantor e violonista Cláudio Nucci, uma homenagem aos 90 anos de Dorival Caymmi. Nucci é um compositor da velha guarda da música brasileira pós Bossa Nova. Ele foi um dos fundadores do Boca Livre que fez muito sucesso nos anos 70. Em Ao mestre com carinho, Cláudio Nucci explora com sensibilidade os caminhos de Caymmi, mostrano um arranjo especial, auxiliado por Lipe Portinho, que valoriza o violão e a voz. Um ritmo diferente sem descarectarizar a obra do mestre baiano.