Um caso de agressão chocou o Reino Unido no fim de semana. A chef Nigella Lawson, que esteve no Brasil há um mês, foi “estrangulada” em um restaurante por seu marido, o colecionador de arte Charles Saatchi, de 70 anos, durante uma discussão do casal em um restaurante em Londres. As informações do tabloide The Mirror foi reproduzida por revistas dos Estados Unidos e sites do Brasil.

Saatchi xingou a mulher durante a discussão e agarrou o pescoço de Nigella, que parecia impotente e petrificada. Segundo o tabloide, os funcionários do restaurante e transeuntes que passavam pela rua ficaram chocados ao ver o multimilionário levar a apresentadora às lágrimas. Ninguém interveio, embora o incidente parecesse brutal.

Nigella enxugou os olhos em um guardanapo enquanto Saatchi bateu as cinzas de um cigarro com impaciência na mesa. A apresentadora bebeu um copo de vinho tinto em um gole e começou a falar, com voz trêmula.

“Foi absolutamente chocante assistir aquela cena”, disse um espectador ao Mirror. “Eu não tenho nenhuma dúvida de que ela estava com medo. Foi horrível. Ela estava muito chorosa e esfregava constantemente os olhos”.

Um porta-voz do restaurante disse que não iria comentar o caso: “Nós não comentamos sobre os assuntos particulares dos clientes”. Os representantes de Nigella e Saatchi não quiseram comentar o caso.

Nigella e Charles irão comemorar seu décimo aniversário de casamento em setembro. A chef tem três filhos de relacionamentos anteriores. Um conhecido que teve uma conversa com Nigella recentemente disse que Charles estaria ressentido com o sucesso da mulher: “Para Saatchi, Nigella ficou com toda a atenção e ele se tornou mal-humorado”.