O cantor Chico Buarque, 76, entrou na Justiça e abriu um processo por danos morais contra a empresa Valor Tecnologia Desenvolvimento por usar a imagem dele para fazer publicidade. Na postagem em questão, a empresa médica utiliza de um meme que surgiu da capa de um de seus discos e que mostra o Chico feliz e ao lado o Chico mais sério.

LEIA TAMBÉM – Rodolffo diz estar arrependido por comparação feita com o cabelo de João

Com isso, a empresa faz uma brincadeira e atrela os dois semblantes ao ato de ela ter conseguido reagir na pandemia e atender cada vez mais clientes.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Chico pede R$ 40 mil e a remoção da imagem da internet. Ele destinaria o valor, caso vença o processo, ao Retiro dos Artistas.

Procurada, a empresa Valor Tecnologia Desenvolvimento não respondeu as solicitações. O Facebook, que aparece na ação como réu, disse que não tinha nada a dizer sobre esse caso.

Em fevereiro, Chico se viu envolvido em outro processo judicial. Alexandre Frota, 57, foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar R$ 50 mil para ele por danos morais. O cantor e compositor entrou com o processo por causa de uma publicação feita pelo deputado federal tucano no Twitter, em outubro de 2017, em que afirmava que Chico Buarque teria se beneficiado de recursos desviados da Lei Rouanet.

LEIA AINDA – Atriz Claudia Rodrigues é internada em hospital em Curitiba

Para a defesa do cantor, as informações falsas “feriram sua honra, sua imagem e seu bom nome”. Inicialmente, Chico Buarque pediu R$ 100 mil de indenização. O juiz Rossidélio Lopes, da 36ª Vara Cível, do Tribunal de Justiça do Rio, determinou o valor de R$ 50 mil.

De acordo com a decisão do magistrado, a publicação de Frota no Twitter “ultrapassa em muito a crítica pela atuação do autor [Chico Buaque] como artista e como agente político para imputar xingamentos e crimes sem que para isso tenha qualquer prova.”

Frota afirmou que “está muito tranquilo com o processo” e que, embora o valor da indenização estipulada pelo juiz seja menor que o pedido inicialmente pela defesa de Chico Buarque, ainda “é alto”. Ele disse que vai recorrer da decisão.