A escolha de O Velho Francisco como primeira música do repertório de seu show é até óbvia. É a canção, composta para o disco Francisco, de 1987, que inspirou Chico Buarque, cantor, compositor, escritor, poeta, boêmio e – mesmo a contragosto – galã, a escrever seu último livro, Leite Derramado, lançado em 2009 pela Companhia das Letras. Uma letra que fala de retorno e lembranças de um homem já de certa idade.

Regresso como o dele à música em junho de 2011, com o álbum Chico, rompendo um silêncio musical que perdurava desde o disco Carioca, em 2006, e sua turnê, finalizada no ano seguinte.

Entre um livro e um disco, Chico, hoje com 67 anos, se mantém entre suas paixões. A música, a literatura, a volta, o tempo sempre implacável. O Velho Francisco como a costumeira primeira canção da nova turnê, que estreia hoje em São Paulo, diz tudo. Mesmo que de modo singelo. Tudo se encaixa tão bem, quase como poesia. Como os versos do próprio Chico Buarque.

Homem de várias faces, dono dos olhos azuis mais famosos da música brasileira, Chico vem a São Paulo com seu persona de músico. Desde novembro do ano passado, o cantor e compositor carioca circula pelo Brasil para apresentar o novo trabalho. Já passou por Curitiba, Porto Alegre, Novo Hamburgo e Rio de Janeiro. Desembarca agora na capital paulista para uma longa e esgotadíssima temporada no HSBC Brasil, entre hoje e o dia 25 de março. Em dois dias de vendas de ingressos, em dezembro, foram 30 mil vendidos entre Rio e São Paulo. A procura foi tamanha que precisaram ser acrescentadas mais seis datas (30 e 31 de março, e 1, 6, 7 e 8 de abril), cujos bilhetes começam a ser vendidos hoje. As informações são do Jornal da Tarde.

Chico Buarque – HSBC Brasil. Rua Bragança Paulista, 1.281. Telefone 4003-1212. Ingressos esgotados de hoje a 25 de março. Hoje começa venda para os dias 30 e 31 de março, 1, 6, 7 e 8 de abril. R$120 a R$320.