O músico: talento, ousadia
e respeito aos 29 anos.

Apontado pela crítica musical como uma das melhores revelações surgidas na MPB nos últimos anos, o compositor e violonista paulistano Chico Pinheiro, 29 anos, chega a Curitiba para duas apresentações no Teatro do Paiol, hoje e amanhã, às 21h. Ele apresenta as músicas do disco de estréia, Meia-Noite, Meio Dia, recém-lançado pela Art Music/Sony, onde apresenta composições próprias, muita delas em parceria com nomes consagrados como Aldir Blanc, Chico César, Paulo César Pinheiro e outros.

Chico Pinheiro começou a trabalhar profissionalmente como instrumentista na banda de José Miguel Wisnik, em 1991. A partir daí, acompanhou artistas como Chico César, Rosa Passos, Jair Rodrigues, Luciana Souza, Daniela Mercury e César Camargo Mariano. Estudou como bolsista na conceituada Berklee College of Music, de Boston, graduando-se em performance e arranjo. Após o retorno ao Brasil, em 1998, conquistou o 2.º lugar do III Prêmio Eldorado-Visa, edição compositores, (julho/2000).

Chico Pinheiro estreou este show em maio do ano passado no Supremo Musical, em São Paulo, acompanhado por duas excelentes intérpretes: Luciana Alves (que estará no Paiol) e Maria Rita Mariano (que por problemas de agenda não poderá vir a Curitiba). O espetáculo ficou nove meses em cartaz com casa lotada, e ainda caiu nas graças da crítica. Pinheiro diz que a temporada foi fundamental para afinar o repertório do disco de estréia.

“O show e o disco foram casuais”, conta o artista. “Aconteceram a partir de uma participação especial que fiz no show do César Camargo Mariano em abril do ano passado. Depois, fui convidado para fazer uma mini-temporada no mês seguinte, sempre às segundas, no mesmo local.” Com o sucesso, o show foi “esticado” até janeiro. “A partir desse espetáculo surgiu a idéia de fazer o disco. O repertório do foi afinando e ficou muito mais fácil. Quando entramos no estúdio o disco já estava concebido”, comenta.

Em Curitiba será apresentado praticamente o mesmo show que fez tanto sucesso em São Paulo. As únicas modificações são algumas músicas inéditas (inclusive recentes parcerias com Paulo César Pinheiro) e a substituição da cantora Maria Rita Mariano pela jovem Tatiana Parra, que divide os vocais com Luciana Alves. A banda, no entanto, continua a mesma: Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (baixo) e Erivelton Silva (bateria).

***

Hoje e amanhã, às 21h, no Teatro Paiol, com ingressos a 10 reais.