Conhecida com o um oásis de boa música no litoral paranaense, a casa de shows Cimples Ócio transfere sua sede para Curitiba. A idéia do proprietário Anildo Guedes é oferecer ao público samba e choro de qualidade e, na sua inauguração oficial neste sábado, dia 22, a partir das 13 horas, ele traz alguns dos melhores representantes do samba no Sul do país: o Grupo Bom Partido, de Florianópolis, ao lado do famoso Maé da Cuíca (cidadão do samba paranaense). No repertório serão apresentados clássicos de Noel Rosa, Cartola, Wilson Batista, Geraldo Pereira, Paulinho da Viola, Dona Ivone Lara, Nei Lopes entre tantos outros grandes compositores. Além das atrações musicais o público ainda vai poder apreciar um barreado, do tradicional restaurante Nhundiaquara, de Morretes.

Batizada de ?primeira roda de samba do Cimples Ócio?, essa reunião terá como tema Batuque na Cozinha. A idéia é começar a música a partir das duas da tarde. Na primeira parte a cantora Jandira e as Pastoras do Bom Partido relembram sambas e maxixes do começo do século ? Sinhô, Pixinguinha, Donga, João da Baiana. Os instrumentos de percussão são centralizados no prato e faca, agogô, reco-reco de madeira, além de dois sopros, flauta e clarinete. O grupo de sambistas catarinenses tem uma batida própria, com muito suíngue, que já se tornou tradicional em Florianópolis.

Depois o samba prossegue, com pequenos intervalos, apresentando os clássicos dos grandes mestres e se estende até no máximo, as oito da noite. ?Para não incomodar os vizinhos e, especialmente nesse dia, para chegar a tempo no show do Zeca Pagodinho?, comenta Anildo Guedes. Ele adianta que a idéia é promover uma roda de samba quinzenalmente, aos sábados à tarde, apresentando os fundamentos da música e dança brasileira, como a modinha, o cateretê, lundu, jongo, samba, choro, maracatu, boi mamão, etc. ?Sempre que possível buscaremos associar uma função social como, por exemplo, participação de escolas publica nos shows no período escolar?.

O Cimples Ócio de Curitiba fica num terreno no bairro do Tingui. O local, com capacidade máxima de 200 pessoas, é bucólico com um gramado e, entre as árvores, redes para descanso. O almoço será servido num quiosque de chão batido e as mesas e cadeiras de madeira rústica ficam cercadas por camélias e orquídeas. O proprietário faz uma única advertência: ?Não venham de salto alto!? e garante bebida gelada e samba mesmo com chuva. Uma curiosidade é que a casa disponibiliza uma biblioteca de referência para o público com biografias e livros que contam a história da música brasileira e seus principais representantes.

O grupo Bom Partido é formado pelas Pastoras Jandira, Josiane e Julia (voz e percussão geral), Marcelo (pandeiro), Rafael (violão 6), Naná (surdo), Bernardo (flauta) e Fernanda (cavaco). Na Roda também participam como convidados grupo catarinense quatro das principais vozes do samba de Santa Catarina: Maria Helena, Geison Dias, Vladimir e Jujú. Do Paraná, além do já citado Maé da Cuíca, estarão Daniel Miranda (clarinete) e Maguinho da Ilha (percussão). Nessa edição o Cimples presta uma homenagem a artista plástica Iara Teixeira pelas ilustrações do livro Historia da Musica Popular Brasileira para Crianças.

Serviço
?Primeira roda de samba do Cimples Ócio?, com Grupo Bom Partido e Maé da Cuíca.
Sábado, dia 22, a partir das 13 horas. Entrada R$ 10 e R$ 5 (estudantes). Barreado R$ 11 por pessoa.
Local: Cimples Ócio – Rua João Batista Trentin, 417 ? bairro Tingui. Próximo a Escola Eni Caldeira.