Tempo de faroeste e aventuras nos cinemas. Mar de Fogo é uma das boas estréias do final de semana. O filme conta a história do caubói Hopkins e de seu mustangue, forasteiros em uma terra estranha ? uma vez que se tornam o primeiro americano e o primeiro cavalo não-árabe a competir na corrida de resistência mais difícil que o mundo já conheceu ? e estrela com Viggo Mortensen  no papel do homem considerado o maior cavaleiro de longa distância de que o Oeste já teve notícia. “Fazer com que uma história mereça ser contada é sempre a coisa mais importante e, algumas vezes, é um desafio gigantesco”, afirma Casey Silver, o idealizador da produção. “Mas o roteirista John Fusco fez tudo ficar mais fácil. Ele chegou, contando essa história que era tão importante para ele e que veio do fundo de sua alma. Eu o aprecio muito por seu talento, e é uma honra fazer parte da história que ele me contou.”

Há mais de 15 anos, o roteirista John Fusco descobriu a semente que veio a se transformar no filme Mar de Fogo. Fusco, um dedicado estudioso do Oeste americano, das culturas indígenas, das planícies e de cavalos. Detalhe: neste filme, o desaparecido e veterano ator egípcio, Omar Shariff, está de volta.

Para dirigir o filme, Silver recorreu a Joe Johnston, um diretor que já demonstrou sua habilidade para capturar a intimidade emocional com O Céu de Outubro , visão épica com Jurassic Park 3 e extrema originalidade com Jumanji.

Ripley

Outra estréia do final de semana é o Retorno do Talentoso Ripley. Agora mais velho e experiente, o maquiavélico Tom Ripley (John Malkovich) convence um homem a assassinar outro por uma grande quantia de dinheiro. O problema é que a situação começa a fugir do controle. Ripley, personagem criado pela escritora Patricia Highsmith, já foi trazido às telas de cinema anteriormente. Na última delas, em 1999, o papel foi vivido por Matt Damon e fez sucesso nos EUA e na Europa. No Brasil, foi um fracasso nos cinemas.