O humorista Paulo Gustavo, 42, segue estável após a realização de reajustes terapêuticos para combate à covid-19. De acordo com o mais recente boletim médico, ele permanece em terapia intensiva e fazendo uso de ECMO, oxigenação do sangue fora do corpo.

LEIA MAIS – Mãe de Fiuk rebate internautas após ofensas e ameaças ao filho no BBB 21

Internado desde o dia 13 de março, o comediante tem apresentado estabilidade. “A evolução clínica, que demanda seu tempo individual, teve, especialmente nas últimas 24 horas, sinais de evolução progressiva que geraram otimismo na equipe médica”, diz trecho do comunicado.

A família do humorista segue preocupada com o estado de saúde dele. “A família do ator segue agradecendo aos fãs pelo carinho e pede que continuem a enviar boas energias e orações para sua recuperação e para de todos os que se encontram na mesma situação”, disseram em comunicado à imprensa.

Antes, o pai dele, Julio Marcos, já havia pedido, por meio das redes sociais, orações para a recuperação do filho. “Paulo Gustavo está enfrentando uma árdua e dolorosa luta. Por isso, nesse domingo de Páscoa, abençoado, vamos unir nossa fé, com muita força e energia, às 18 horas, um horário muito forte num dia muito especial. Cada um com sua fé, religião, crença, mas principalmente, muita energia”, escreveu Julio Marcos.

LEIA AINDA – Morre o cantor Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da covid-19

Antes de ser intubado por causa da covid-19, no dia 21 de março, Paulo Gustavo fazia piadas e brincava com os médicos e enfermeiros. Quem conta é a diretora e roteirista Susana Garcia, em um longo texto, publicado neste sábado (3) em seu Instagram.

“Todos os dias, antes de você ser intubado, você brincou com médicos e enfermeiros, fez piadas, todo mundo riu. Depois você se emocionou, falou com cada profissional da importância deles na sua vida, me olhou disse que me amava. Se despediu do seu marido [Thales Bretas] que você tanto ama e disse: ‘Te amo. Já volto”, escreveu Garcia, que também é médica.