“Guerra ao Terror” foi o grande vencedor da noite, conquistando seis dos nove prêmios a que foi indicado e deixando ‘Avatar’ para trás, com apenas três estatuetas. Kathryn Bigelow é a primeira mulher a ganhar o prêmio de direção na história do Oscar. Ela foi casada com James Cameron, o diretor de “Avatar”, o que deixou a disputa ainda mais acirrada. Confira todos os vencedores

Melhor Filme: “Guerra ao Terror” de Kathryn Bigelow, Mark Boal, Nicolas Chartier e Greg Shapiro

Melhor Direção: Kathryn Bigelow, “Guerra ao Terror”

Melhor Atriz: Sandra Bullock, “Um Sonho Possível”

Melhor atriz Coadjuvante: Mo’Nique, “Preciosa – Uma História de Esperança”

Melhor Ator: Jeff Bridges, “Coração Louco”

Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz, “Bastardos Inglórios”

Melhor Animação: “Up – Altas Aventuras” – Pete Docter

Melhor Filme Estrangeiro: “O Segredo dos Seus Olhos”, de Juan José Campanella (Argentina)

Melhor Direção de Arte: “Avatar” – Rick Carter e Robert Stromberg (Direção de Arte); Kim Sinclair (Decoração do set)

Melhor Fotografia: “Avatar” – Mauro Fiore

Melhor Figurino: “The Young Victoria” – Sandy Powell

Melhor Montagem: “Guerra ao Terror” – Bob Murawski e Chris Innis

Melhor Maquiagem: “Star Trek” – Barney Burman, Mindy Hall e Joel Harlow

Melhor Trilha Sonora: “Up – Altas Aventuras” – Michael Giacchino

Melhor Canção: “The Weary Kind”, “Coração Louco” – Ryan Bingham e T Bone Burnett

Melhor Roteiro Original: “Guerra ao Terror” – Mark Boal

Melhor Roteiro Adaptado: “Preciosa – Uma História de Esperança” – Geoffrey Fletcher

Melhores Efeitos Visuais: “Avatar” – Joe Letteri, Stephen Rosenbaum, Richard Baneham e Andrew R. Jones

Melhor Edição de Som: “Guerra ao Terror” – Paul N.J. Ottosson

Melhor Mixagem de Som: “Guerra ao terror” – Paul N.J. Ottosson e Ray Beckett

Melhor Documentário: “The Cove” – Louie Psihoyos e Fisher Stevens

Melhor Documentário em Curta-metragem: “Music by Prudence” – Roger Ross Williams e Elinor Burkett

Melhor Curta-metragem: “The New Tenants” – Joachim Back e Tivi Magnusson

Melhor Curta-metragem de Animação: “Logorama” – Nicolas Schmerkin