Essencial à história da música brasileira, Da Lama Ao Caos chegava às lojas na primeira semana de abril de 1994. Importante marco do manguebeat – cena de Recife alimentada por diversas bandas e artistas de outras searas -, o álbum ganhou a chancela da Sony graças à criação do selo Chaos.

À frente da Nação, estava Chico Science, com um discurso unindo o regional ao universal. Era o rock que passava a ser alimentado pelas tradições nordestinas, em especial o maracatu.

A Nação Zumbi ainda não tem planos de ações em torno do aniversário. “A gente até recebeu alguns convites, mas a comemoração maior é o lançamento deste disco de inéditas”, diz Pupillo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.