Firme no projeto de se lançar internacionalmente, a cantora Anitta vai ter que voltar a sua atenção para o Brasil. É que ela acaba de ser acionada judicialmente por ex-dançarina que trabalhou com ela.

Dany Possidonio trabalhava há sei anos com a cantora. Segundo a reclamante, durante todo este tempo não houve registro em carteira de trabalho. A ação tramita na 42ª Vara do Trabalho do Rio. Dany foi demitida pela cantora após uma discussão entre as duas, em agosto do ano passado.

Ao jornal Extra, a dançarina disse que teve divergências de opiniões de trabalho e terminou com Anitta lhe mandando embora no mesmo dia. “Sempre fomos muito amigas, e um dia acabou rolando uma discussão durante um show na coxia. E no mesmo dia ela ligou para a responsável pelo ballet mandando me demitir. Ainda cumpri um mês de agenda sem nos falarmos”, disse Dany ao diário carioca

Segundo Dany, ela afirma ainda que era uma dos doze dançarinos fixos contratados da cantora e que ganhava um cachê por cada apresentação que fazia. “Trabalhei com a Anitta desde o início da carreira dela e sem documentação alguma. Houve uma demissão e não houve nenhum pagamento dos direitos trabalhistas”, cobra.

Antes de acionar a cantora, Dany tentou fazer um acordo com o irmão de Anitta, Renan Machado, mas não foi atendida. A Justiça tentou notificar Anitta por três vezes, mas não conseguiu e por conta disso a data da primeira audiência teve que ser mudada.

Amei essa foto do show de #floripa #OsCarasdoMomento #anittando #anitta #NegodoBorel

A post shared by D A N Y P O S S I D O N I O (@danypossidonio) on

https://www.instagram.com/p/BHlilC7AhmL/?taken-by=danypossidonio

 

https://www.instagram.com/p/BIeBmnZAwUq/?taken-by=danypossidonio

https://www.instagram.com/p/BJoptv0AH6J/?taken-by=danypossidonio