O filme repassa a comemoração dos 20 anos da companhia LaMínima com a montagem do espetáculo Pagliacci. A trajetória do grupo é relembrada por seus fundadores, entre eles, o palhaço Fernando Sampaio. Da contraluz, emerge a figura forte de outro dos pioneiros, que fazia dupla com Fernando, Domingos Montagner, morto por afogamento durante as gravações da novela Velho Chico, em 2016.

Pagliacci exalta a beleza do circo sem recair no sentimentalismo de muitos projetos do gênero. Filmagens contemporâneas somam-se a material de arquivo, em que a figura de Montagner se destaca, em cenas fantásticas com Fernando.

Domingos, “Duma” para os amigos, nunca renegou sua origem no circo. Muito pelo contrário, orgulhava-se dela. É descrito por seus colegas como perfeccionista obsessivo, um detalhista implacável. Tudo, mesmo o que já estava bom, merecia ser ainda aperfeiçoado. Sua presença em cena e nas palavras em que é evocado conferem a Pagliacci uma emoção toda particular.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.