Em alta na novela Prova de Amor, da Record, a atriz Renata Dominguez acha que finalmente conseguiu desvincular sua imagem da inocente Solene, de Malhação. Contratada pela Record há dois anos, após algumas temporadas no ?folheteen? da Globo, a moça agradou logo de início, na pele da perversa Branca de A Escrava Isaura. Mas foi somente depois de dar vida a Patrícia Lopo é que Renata passou a ser reconhecida pela doce personagem da trama de Tiago Santiago. ?Sem dúvida, a Sol foi a personagem que mais me identifiquei. Mas a Pati chegou para brindar um momento novo da minha carreira?, comemora.

A ascensão de Renata, porém, foi precedida por um período de angústia na vida particular da atriz. Atordoada pela síndrome do pânico, foi apenas depois de viver sua primeira antagonista em A Escrava Isaura que a atriz deixou a doença de lado, para em seguida interpretar a alegre personagem de Prova de Amor. Mais madura, Renata aposta hoje na diversidade dos personagens para vencer na profissão. Para a jovem atriz – que completa 26 anos na quarta, dia 8 de março -, a coisa mais gostosa na profissão é exatamente essa liberdade de poder interpretar personagens com diferentes perfis. ?Quando você se permite mudar e viver uma nova experiência, o trabalho se torna muito mais intenso e gostoso?, ensina.

Nome: Renata Santos Dominguez.

Data de Nascimento: No dia 8 de março de 1980, no Rio de Janeiro.

Primeiro trabalho na TV: Programa Barra Libre, do canal equatoriano Ecuavisa.

Atuação inesquecível: Em Prova de Amor, quando a Pati soube que Vitor, seu pai na trama, entrou em coma.

Momento marcante: ?Quando soube que iria integrar o elenco de Malhação?.

O que gosta de assistir na TV: American Idol, da Sony e Prova de Amor.

A que nunca assistiria: ?Para ser sincera, quase não assisto televisão?.

O que falta na televisão: ?Um grande programa de humor?.

Ator favorito: Sean Pen.

Atriz predileta: Laura Cardoso. ?Ela é fabulosa!?, derrete-se.

Vídeo de cabeceira: Moulin Rouge, de Baz Luhrmann, e 21 Gramas, de Alejandro González.

Livro de cabeceira: Respect Watching, da Utah Hagen.

Maior mico: Na cena do afogamento, no primeiro capítulo de Prova de Amor. ?Me colocaram em um jet ski e eu não consegui subir?.

Uma mania: Dormir com os pés descobertos.

Um medo: Do fracasso e da solidão.

Projeto: ?Quero formar uma família e gostaria de ser editora de imagens no cinema?.