Bianca Castanho está num pique aceleradíssimo. A atriz termina de gravar Canavial de Paixões no próximo dia 15 de dezembro, depois de três meses integralmente dedicada à novela do SBT. Durante esse período, Bianca fez uma média de 20 cenas por dia na pele da heroína Clara. Apesar de exausta, a atriz de 24 anos tem a sensação de que conseguiu se sair bem na tarefa de viver a primeira protagonista da carreira. A produção adaptada do SBT vem conseguindo a boa média de 14 pontos e se mantém no segundo lugar da audiência. “Só posso comemorar. A novela está atendendo às expectativas da emissora e acho que cumpro bem a função de protagonista”, avalia Bianca.

A atriz gaúcha tem a preocupação de variar de estilo de personagens nas novelas que participa. A sofredora Clara de Canavial é bem diferente da italianinha Florinda, de Terra Nostra, e da morta-viva Ciça de O Beijo do Vampiro, por exemplo. A personagem da trama do SBT é daquelas que sofre por amor e só vai encontrar a felicidade ao lado do amado Paulo, vivido por Gustavo Haddad, nos capítulos finais. “Quero que meu próximo papel seja totalmente diferente da Clara. Acho importante não se repetir”, ressalta a atriz.

Nome:

Bianca Castanho Pereira.

Nascimento:

Em 25 de janeiro de 1979, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Primeiro trabalho na tevê:

Repórter do programa Ensino Legal, da TV Educativa do Rio de Janeiro, e uma participação no episódio Plano B, do Você Decide.

Momento marcante:

“Tenho um carinho especial por Terra Nostra, pois foi a minha primeira novela”.

A que gosta de assistir:

“Adoro seriados como Friends e programas de entrevistas”.

A que nunca assistiria:

“Filme de terror”.

O que falta na tevê:

“Mais programas educativos”.

Ator:

Raul Cortez.

Atriz:

Júlia Lemmertz.

Com quem gostaria de contracenar:

“Al Pacino. Sei que é quase impossível, mas seria maravilhoso”.

O que gostaria que fosse reprisado:

Top Model, de Antônio Calmon.

Um seriado:

Felicity, da Sony. “Não perco um episódio.”

Um livro:

“Qualquer um da poetisa gaúcha Lya Luft”.

Um filme:

O Poderoso Chefão.

Mania:

“Comer chocolate quando estou tristinha”.

Qualidade:

“Sou disciplinada, perseverante e batalhadora”.

Defeito:

“Me cobro demais e sou perfeccionista”.

Arrependimento:

“Não tenho”.

Se não fosse atriz seria:

“Fonoaudióloga”.

Projeto para o futuro:

“Queria muito fazer cinema. Mas ainda é um sonho e não um projeto”.