A ideia das imagens do fotógrafo Mário Augusto na exposição Curitiba Mais ou Menos é mostrar humanidade em fotos da arquitetura e urbanidade.

O fotógrafo tem o hábito de retratar pessoas ou coisas em uma abordagem que namora com a literatura. Os alvos de sua objetiva são as ruas, calçadas, edificações e seres humanos.

Em Curitiba, famosa por ser fria no clima e no comportamento das pessoas que a habitam, Mário Augusto tenta trazer à tona em um processo de investigação bastante simples, os mais e menos abaixo de zero que não apenas a meteorologia consegue medir.

Mas é na obra de Dalton Trevisan que a fotografia de Mário Augusto esbarra nesta nova fase de sua produção, em paisagens de neblina, garoa e climas que remetem ao reduto clássico do velho vampiro.

Ambientado ainda em bares onde pode-se detectar a fauna tantas vezes retratada em textos pelo mestre dos minicontos. O flerte com os poetas da cidade é antigo para Mário Augusto, e veio do veterano das letras Thadeu Wojciechowski a ideia desta Curitiba Mais ou Menos.

Serviço:
De 24/08 a 25/09 – De segunda a sexta, das 18h às 1h
Preço: GRÁTIS
Parangolé
Rua Benjamin Constant, 400
Centro – Curitiba
Telefone:(41) 3092-1171