A menina de bonito (MS) e a velhinha
baiana: contraste.

Quinhentas fotografias pinçadas entre cerca de 45 mil imagens registradas numa expedição que percorreu 70 mil quilômetros em 425 dias de viagem, por 1.725 localidades de todos os estados brasileiros. Este é o material que pode ser visto na exposição Expedição Coração do Brasil, do fotógrafo Orlando Azevedo.

As imagens se dividem em três temas – O Homem (a presença humana nas raças, credos, religiões, trabalho etc.), A Terra (paisagens, fauna e flora) e O Mito (relação do homem com o mistério da criação) – e retratam ao mesmo tempo a riqueza e o contraste das regiões brasileiras.

Só a seleção e a produção das fotos consumiram mais de dois meses, nos quais o fotógrafo procurou equilibrar os três temas: “Quis preservar suas identidades visuais próprias, ao mesmo tempo que criei pontes imaginárias para a integração e compreensão de todo o universo documentado, através de uma linguagem única e singular: o belo e a denúncia caminham lado a lado, revelando o coração e o grito de um Brasil de infinitos contrastes”, resume Azevedo.

Orlando Azevedo e o jornalista Fabiano Camargo esquadrinharam as cinco regiões brasileiras. No Norte, estiveram no Pico da Neblina (AM), no Oiapoque e no Cabo Orange (AP), nos seringais da região de Xapuri (AC), nos rios Madeira e Amazonas, entre outros lugares.

No Nordeste, percorreram Fernando de Noronha, Porto de Galinhas, Lençóis Maranhenses e outros pontos do interior e litoral nordestinos. No Centro-Oeste, a expedição passou pelo Pantanal, Chapada dos Veadeiros, Bonito (MS) e outros paraísos.

No Sudeste, passaram pelas serras da Canastra e da Babilônia, Vale do Jequitinhonha e Parque Nacional Grande Sertão Veredas (MG), além de cidades históricas de Minas, interior de São Paulo e na Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro. No Sul, foram visitados o pampa gaúcho e os canyons de Fortaleza e Itaimbezinho (RS) e a Serra do Rastro, Morro da Igreja e litoral catarinense.

Além da exposição, a expedição vai dar origem a quatro publicações: até o final do ano Orlando Azevedo lança pela Editora Francisco Alves três livros de fotografias – O Homem, A Terra e O Mito – e Diário de Bordo, com textos e artigos de Fabiano Camargo ilustrados pelas fotos de Azevedo.

Palestra

E amanhã Orlando Azevedo e Fabiano Camargo debatem, com o escultor Franz Krajcberg e a professora Sigrid Andersen, os problemas ambientais do Brasil no evento O Estado da Arte. Será na Biblioteca Pública do Paraná, às 10h.

Sigrid Andersen, especialista em Avaliação de Impacto Ambiental e doutora em meio ambiente, vai falar sobre a devastação do território brasileiro e apontar soluções para os problemas ambientais. E Krajcberg, sempre envolvido em discussões quando o assunto é meio ambiente, é o idealizador do debate e vai abordar a arte no meio oficial.

***

Vernissage hoje às 19h na Casa Andrade Muricy (Alameda Dr. Muricy, 915). Visitação até 15 de dezembro.